Buser bate recorde de passageiros transportados no Rio de Janeiro

A startup chegou a embarcar no estado do Rio 120 mil passageiros entre o Natal e o Ano Novo

Foto: Divulgação

A Buser, plataforma de intermediação de viagens rodoviárias, tem obtido bons números no mercado fluminense. A startup chegou a embarcar no estado do Rio 120 mil passageiros entre o Natal e o Ano Novo, número 140% maior em relação ao mesmo período do ano anterior.

No dia 2 de janeiro, data de maior movimento nas estradas por conta da volta dos feriados, foram 10 mil passageiros chegando ou saindo dos mais de 10 pontos de embarque espalhados pela cidade do Rio, em quase 150 veículos das empresas de fretamento parceiras.

A empresa também bateu novo recorde de passageiros transportados em um mês: foram 200 mil viajantes usando a plataforma no Rio de Janeiro em dezembro, aumento de 30% sobre o movimento em novembro. Este foi o quinto recorde mensal consecutivo da startup, tanto no estado quanto nacionalmente. De janeiro até dezembro, mais de 930 mil pessoas vieram ao Rio com a Buser.

Entre os trechos mais reservados estão aqueles entre o Rio e as capitais, como São Paulo, BH e Vitória. Cabo Frio, no litoral fluminense, é o destino de praia mais buscado fora das capitais em todo o país.

A Buser planeja investir pelo menos R$ 50 milhões em dois terminais de embarque e desembarque de passageiros no Rio de Janeiro. Os locais ainda estão em definição, mas a empresa vê a capital carioca como ponto estratégico para o crescimento da empresa no pós-pandemia.

No ano passado, a empresa e a Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro entraram em uma queda de braço. A gestão municipal alegou, entre outras ações, que a empresa não poderia construir um terminal na cidade. Porém, a plataforma pretende voltar a conversar com a Prefeitura para a construção do possível terminal.

Em novembro, a 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou, por unanimidade (3 votos a 0), o provimento de recurso do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários Intermunicipais (Sinterj), que queria suspender atividades da Buser no Estado.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui