Crônicas Cariocas: frio no Rio de Janeiro

Frio, para a maioria dos cariocas, é como parente chato na nossa casa: a gente até diz que gosta, mas é ruim de aturar. Não está sendo fácil suportar a estadia desse outono/inverno em nossa cidade

Crônicas Cariocas: a sãopaulização das gírias do Rio de Janeiro

Felipe Lucena, em uma crônica, comenta o grande número de gírias de São Paulo que invadiram o Rio

Crônicas Cariocas: frio no Rio de Janeiro

Frio, para a maioria dos cariocas, é como parente chato na nossa casa: a gente até diz que gosta, mas é ruim de aturar.

Crônicas Cariocas: o restante do país não ama chinelos como nós

Carioca, sempre que pode, usa chinelos. Às vezes, usa até quando não pode. Tem gente que usa até em casamentos...

Crônicas Cariocas: bora marcar

Felipe Lucena fala das várias formas de usar o "Bora Marcar", desde o mais comum que significa nunca mais nos veremos, até o raro, marcar mesmo.