Crônicas Cariocas: aula no ônibus

Em uma segunda-feira qualquer, no ônibus 383 (Realengo x Praça da República), às 18h, um aluno da Rede Faetec com o caderno aberto está explicando matemática para uma senhora

Crônicas Cariocas: revolta da vacina

Em 1904, o carioca se revoltou pela vacinação obrigatória, a Revolta da Vacina. Agorá é para se vacinar. Até quando não é recomendado. Será que evoluímos?

Crônicas Cariocas: alienado é quem só vê alienação no carnaval

Basta o carnaval se aproximar que o cordão dos reclamões bota a corneta para fora. Todo ano é o mesmo enredo: “Se a população se dedicasse tanto a lutar por seus direitos quanto se dedica à folia, seriamos um país melhor”. Ah, sai do meu bloco

Crônicas Cariocas: frio no Rio de Janeiro

Frio, para a maioria dos cariocas, é como parente chato na nossa casa: a gente até diz que gosta, mas é ruim de aturar.

Crônicas Cariocas: desenrolo

Prática extremamente comum no Rio de Janeiro, o desenrolo, quando bem usado, é uma garantia de bom funcionamento da sociedade.

Crônicas Cariocas: desenrolo

Entre as coisas nossas, o desenrolo é uma das mais faladas. Prática extremamente comum no Rio de Janeiro, o desenrolo, quando bem usado, é uma garantia de bom funcionamento da sociedade.

Crônicas Cariocas: o busto sem nome do Centro do Rio

Até hoje a estátua segue sem nome, placa ou qualquer outra sinalização de quem é. Isso mesmo: não se sabe quem é o homenageado
Buda em Rio das Ostras

Papo de Talarico: Um Buda na fila do pão carioca

Festival de Wesak no oriente e crise no Rio de Janeiro do ocidente. Buda pode ajudar? Entenda na crônica de Alvaro Tallarico.

Crônicas Cariocas: a noite no Rio de Janeiro

As noites cariocas podem ser bem loucas, inesquecíveis, ou daquelas que você não lembra de nada no dia seguinte, mas também podem ser totalmente tranquilas

Crônicas Cariocas: fila de celulares

No dia da última chuva que devastou a cidade do Rio de Janeiro, eu fiquei preso no trânsito, no ônibus. Por umas duas horas, nada andava na Linha Amarela, sentido Zona Oeste....

Crônicas Cariocas: desenrolo

Prática extremamente comum no Rio de Janeiro, o desenrolo, quando bem usado, é uma garantia de bom funcionamento da sociedade

Ediel Ribeiro: Solda cáustico

Luiz Antonio Solda nasceu em Itararé - cidade do interior de São Paulo, famosa pela Batalha de Itararé, criada pelo imaginário do Barão de Itararé

Crônica do Cariello: Arnaldo Amado

Cariello em sua crônica fala de praia, protetor solar e de Arnaldo Baptista ou seria Amado Batista?

Crônicas Cariocas: virada insana

Na crônica desta semana, Felipe Lucena fala sobre sua virada de ano de 2019 para 2020

O Rio de Janeiro está preso na caverna do dragão: Papo de Talarico

Rio de Janeiro preso na caverna da armadilha do tempo que não passa.