Sessão na Câmara Municipal do Rio em 03 de agosto de 2021 - Foto: Divulgação

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro retomou os trabalhos legislativos na última terça-feira (03/08), após o término do recesso do mês de julho. Logo de cara, os parlamentares aprovaram o Projeto de Emenda à Lei Orgânica (Pelom) 13/2017, que prevê que o pagamento do 13º salário dos servidores da administração direta, autárquica e fundacional da capital fluminense seja realizado sempre em duas parcelas, nas datas 01/07 e 01/12.

Autor da proposta, o vereador Prof. Célio Lupparelli (DEM), diz que ”a medida permitirá que os servidores possam programar suas finanças, ainda mais em momento de grandes incertezas sobre as contas públicas da cidade”.

Para o líder da gestão Eduardo Paes na Câmara, vereador Átila A. Nunes (DEM), além de garantir previsibilidade para o servidor, o projeto gerará disciplina financeira para o Poder Executivo municipal. ”Mais que uma obrigação da Prefeitura pagar em dia seus funcionários, este projeto é uma segurança extra para os servidores, o que representa a valorização da categoria”, diz.

Assinam a proposta também os vereadores Carlos Bolsonaro (Republicanos), Cesar Maia (DEM), Paulo Pinheiro (PSOL), Reimont (PT), Tarcísio Motta (PSOL), Zico (Republicanos) e Rosa Fernandes (PSC).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui