Câmara Municipal do Rio de Janeiro | Foto: Caio César

A prefeitura do Rio de Janeiro já pode comprar doses de vacina contra a Covid-19, graças a aprovação pela Câmara de Vereadores do Projeto de Lei Nº 70-A/2021. De acordo com o texto, de autoria do vereador Lindbergh Farias (PT), o poder público municipal pode adquirir o material caso não haja oferta suficiente de vacinas através Governo Federal.

A compra será feita por meio da participação em consórcio público, desde que os imunizantes sejam aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Projeto de Lei Nº 70-A/2021 foi aprovado em sessão extraordinária, por unanimidade, em última discussão. O texto final ainda segue para a sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes.

O Lindbergh Farias destacou que o PL não fere o Plano Nacional de Imunização, mas o Rio de Janeiro precisa vacinar a sua população o mais rápido possível. Lindbergh destacou ainda que a elaboração do PL contou com a participação do secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, e que sem essa lei não teria como a prefeitura comprar vacinas.

O vereador Carlos Caiado, presidente da Câmara do Rio, afirmou que a aprovação do PL Nº 70-A/2021 faz parte dos esforços da Casa Legislativa em auxiliar o Poder Executivo no combate à pandemia. “Aprovar o projeto é fundamental para a Prefeitura do Rio garantindo a aquisição dos imunizantes através da participação em consórcio público “, enfatizou Caiado.

Prefeito do Rio considera ‘fechamento total’

A situação sanitária da cidade do Rio pode fazer com que Eduardo Paes decrete o fechamento completo da cidade e a adoção de barreiras sanitárias. A prefeitura divulga, nesta sexta-feira (19/03), um novo boletim epidemiológico, podendo anunciar ainda novas medidas restritivas. O fim de semana será fundamental para avaliar, com as medidas de restrição de acesso às praia por banhistas, pedestres e esportistas, se novas restrições serão impostas, inclusive com ampliação de horário da proibição de permanência na rua, suspensão de cultos e o fechamento de parte do comércio.

Nesta quinta-feira (18/03), a capital fluminense atingiu o maior número de pacientes internados com covid-19 em hospitais públicos. De acordo a Secretaria Municipal de Saúde, 637 leitos de UTIs estão ocupados, de um total de 776, representando 95% das vagas disponíveis. Este é o maior número desde o início da pandemia, quando a população ainda podia contar com os leitos dos hospitais de campanha.

Atualmente, a cidade do Rio conta com 1.271 pessoas internadas. Na terça-feira (16) eram 1.152 pessoas, na quarta-feira houve um aumento de 72 internações, chegando a 1.224. Os números demonstram que o contágio por Covid-19, na cidade, cresce gradativamente.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui