Palácio Pedro Ernesto, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Foto: Cleomir Tavares/Diário do Rio

Na próxima segunda-feira (13/09), das 10h às 15h, acontecerá na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no Salão Nobre do Palácio Pedro Ernesto, em parceria com o Hemorio, um mutirão de doação de sangue. A iniciativa tem como objetivo ampliar os estoques do banco de sangue do estado, que registrou uma forte diminuição durante a pandemia. E atualmente está com 20% a menos de sua capacidade.

Segundo o Hemorio, são necessárias pelo menos 300 novas bolsas de sangue por dia para atender a demanda dos pacientes em todo o território fluminense. No entanto, a média atual é de apenas 210.

”Neste momento de tanta dificuldade para nossa cidade, em que as doações foram diretamente impactadas por conta da pandemia, ter o apoio da Câmara no incentivo à doação de sangue é fundamental e muito bem vindo. Que essa ação possa inspirar outros órgãos a seguirem essa iniciativa”, diz Luiz Amorim, diretor geral do Hemorio.

”É uma honra colocar a Câmara a serviço da população em campanhas tão relevantes. A doação de sangue é fundamental durante todo o ano, e com a pandemia se tornou mais importante ainda. Estaremos de portas abertas para receber os doadores e ajudar a salvar vidas”, complementa, por sua vez, o vereador Carlo Caiado (DEM), presidente da Câmara do Rio.

Vale ressaltar que, quem já estiver na Câmara para se imunizar contra a Covid-19, uma vez que o local é ponto de vacinação, pode aproveitar para também doar sangue. Para tal, porém, é necessário realizar a coleta antes de se imunizar, pois há um tempo de impedimento para fazer a doação que varia de acordo com o tipo de vacina.

O mascote. Foto: Divulgação

Como proceder para doar

É necessário apresentar um documento de identidade original com foto; estar em boas condições de saúde; pesar, no mínimo, 50kg; e ter entre 16 e 69 anos. Jovens com 16 e 17 anos que queiram doar precisam ter autorização dos pais e/ou responsáveis legais e um documento de identidade original desse responsável.

O doador não pode estar em jejum e é preciso evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação e bebidas alcoólicas 12 horas antes. Já as gestantes e lactantes não podem doar, assim como pessoas que fizeram tatuagens ou piercings há menos de um ano.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui