Quando a coragem e a ousadia estão no sangue, uma família pode gerar mais de um super-herói. E a ausência de um Homem-Morcego é capaz de abrir espaço pra que uma mulher, com a mesma fibra e igual sede de justiça, mostre a sua força. Esse é o ponto de partida da série “Batwoman”, disponível no NOW.

Já faz três anos que Batman desapareceu, deixando Gotham City à mercê do crime. Preenchendo essevácuo, uma força especial conhecida como Corvos atua sob o comando do coronel Jacob Kane, vivido por Dougray Scott.

Ele é pai de Kate Kane, a prima deB ruce Wayne interpretada por Ruby Rose.

Kate se afastou do pai e passou por um intenso treinamento físico e mental. Pra tentar lidar com o trauma da morte da mãe e da irmã, quinze anos atrás.

Kate queria fazer parte do Corvos, mas é dispensada da escola militar,quando seu relacionamento com uma colega de farda é descoberto.

Pra não perder sua chance no Corvos, Sophie Moore, papel de Meagan Tandy, renega seu amor e deixa Kate.

E eis que Gotham enfrenta a ameaçade um grupo terrorista liderado pela vilã Alice, inspirada na personagem de Lewis Carroll – aquela do País das Maravilhas.

Interpretada por Rachel Skarsten, Alice tem uma obsessão por Jacob Kane. Ela quer destruí-lo de qualquer jeito. Então ataca os soldados da Corvos e sequestra Sophie. Pra salvar seu ex-amor e ajudar o pai, Kate invade os domínios de Bruce Wayne prac onseguir elementos que a ajudem em sua investigação particular.

É aí que ela descobre que Wayne eBatman são a mesma pessoa e passa ater um verdadeiro arsenal à sua disposição.

Kate conhece Luke Fox, vivido por Camrus Johnson. Luke é filho de Lucius Fox, personagem de Morgan Freeman na trilogia do Cavaleiro das Trevas dirigida por Christopher Nolan. Ou seja, Luke é o sucessor do sujeito que cuidava de toda a parafernália tecnológica de Batman.Inclusive do seu traje. Então a jovem pede pra que Luke o adapte pra ser usado por uma mulher.

Criada por Caroline Dries, a série “Batwoman” conta uma história de origem. E faz sua própria releitura da mitologia dessa personagem que foi lançada pela DC Comics em 1956. Ela nasceu como um interesse amoroso de Bruce Wayne. Pra acabar com os rumores sobre um possível caso entre o Homem Morcego e Robin, o Menino Prodígio.

Cinquenta anos depois, Batwoman foi reinventada com um visual diferente, uma nova personalidade e assumidamente gay. Tanto é que virou um ícone LGBT+.

A australiana Ruby Rose é a primeira atriz a interpretar KateKane/Batwoman em uma atração que não seja uma animação e, sim, uma produção live-action, com intérpretes de carne e osso.

Mas “Batwoman” não marca a primeiravez que Ruby vive a heroína.

Como a série faz parte do Arrowverse, que inclui “Arrow”,“The Flash” e “Supergirl”, Batwoman já participou do crossover Elseworlds, que uniu toda essa galeria de personagens. E ela ainda esteve em “Crise nas Infinitas Terras”, que também ligou outras séries da DC na TV.

Ruby Rose é uma estrela em ascensão no cinema de ação.Ela chamou a atenção em longas como“Triple X: Reativado”.

Ruby teve uma crise alérgica à cola usada pra fixar a máscara da Batwoman e sofreu um sério acidente durante a filmagem de uma das cenas perigosas de “Batwoman”.Mas ela declarou que viver ap ersonagem foi um sonho realizado. No entanto, a atriz acaba de deixara série, com a justificativa de qu edeseja se dedicar ao cinema.

“Batwoman” vai ganhar uma nova protagonista pra segunda temporada. Os produtores estão confiantes. Porque, assim como Kate Kane assumiu o manto de Bruce Wayne sem problemas, o mesmo pode acontecer quando outra intérprete LGBT usar o traje da Mulher-Morcego.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui