“Pílulas de História”. É assim que o perfil do “Tá na História” no TikTok se define. Nos vídeos, o jornalista e historiador Thiago Gomide narra histórias não contadas nos livros da escola e que ocorreram no Rio de Janeiro. “A ideia é contar curiosidades dessa cidade incrível e cheia de historias mirabolantes“, ele disse.

Grande amante da história do Rio, Thiago Gomide já fazia esse trabalho de pesquisa sobre curiosidades enquanto atuava como repórter. Depois, criou o canal no YouTube “Tá na História”, há 5 anos atrás, e recentemente migrou também para o TikTok. Em vídeos curtos, ele conta fatos curiosos e pouco conhecidos sobre o Rio de Janeiro.

Ao DIÁRIO DO RIO, Thiago contou como decide o que vira vídeo e como realiza todo o processo de pesquisas para as produções. Ele explicou que usa dois critérios para escolher os temas: “eu escolho de duas maneiras. Sensível, escolhendo o que o público desconhece, mas é importante conhecer. E, segundo, pelo que é mais desejável ao público. Coisas que as pessoas atravessam, lugares que as pessoas passam, mas com história que não escutaram sobre“.

Já quanto a pesquisa, ele explicou que é apaixonado pela história do Rio e, por isso, possui muito material sobre. Além disso, os comentários também são muito importantes para Thiago: “os comentários mobilizam minha caminhada. Tento sempre responder o público e ver o que estão pedindo, gostando…”.

@tanahistoria

Rua 1º de março, no Rio: a principal do ##brasilcolonia##rj##riodejaneiro##rio##errejota##errejota021##historia##turismorj##centrodorio

? som original – user9100561259188

Sobre planos futuros, Thiago diz querer aumentar a quantidade de vídeos e gravar dentro dos espaços da história: “Para o futuro, eu quero ir gravar dentro dos locais que estou contando“.

Os vídeos do Tá na História estão disponíveis no canal do YouTube e no TikTok.

Outros perfis

Assim como Thiago, muitas pessoas utilizam o TikTok para falar do Rio. O DIÁRIO DO RIO listou 10 perfis que falam sobre o Rio de Janeiro para os cariocas seguirem, entre eles, inclusive, está o Tá na História. Vale a pena conferir.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui