Show de Belo na Maré (Foto: Reprodução/TV Globo)

O cantor Belo foi preso nesta quarta-feira (17/02) após investigação sobre um show realizado pelo artista no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, onde foram desrespeitadas as leis de prevenção a Covid-19 e gerando grande aglomeração de pessoas no local.

Segundo informou o jornal O Dia, o cantor recebeu voz de prisão enquanto gravava ao lado de sua mulher, Gracyanne Barbosa, para o programa de Rodrigo Faro, da Record TV, em Angra dos Reis. As gravações precisaram ser interrompidas para que o cantor fosse levado pelas autoridades policiais. Belo foi levado direto para a Cidade da Polícia no Rio para prestar depoimento.

O evento que reuniu milhares de pessoas e teve a participação de Belo, foi realizado último sábado (13/02), na Escola Municipal do Parque União e, segundo os agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil, não teve autorização da Secretaria Municipal de Saúde, a polícia ainda investiga a invasão ao colégio.

Além de Belo, foram presos Célio Caetano e Henrique Marques, sócios da produtora que organizou o evento e Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União.

Na época da abertura da investigação, o cantor Belo disse à TV Globo:

Fizemos o show seguindo todos os protocolos. Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias.”

A polícia informou que todas as pessoas envolvidas no evento serão ouvidas, inclusive o cantor, que será intimado para esclarecer quem pagou o cachê do show.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui