Além dos salários de funcionários atrasados há um mês e sem previsão de repasse por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool Outras Drogas (CAPSad III), que fica em Ramos, na Zona Norte do Rio, teve a energia elétrica cortada, por falta de pagamento, nesta terça-feira, 17/09.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Os CAPS são unidades para acolhimento às crises em saúde mental. O CAPSad III funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Atualmente, a Prefeitura do Rio conta com 6 Centros de Atenção Psicossocial Álcool Outras Drogas (CAPSad).

O problema dos salários atrasados não é novidade. Nos últimos anos, a situação se repetiu algumas vezes. Em 2017, os funcionários chegaram a fazer manifestações para receber seus pagamentos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui