Carandaí 25 leva 150 marcas ao Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico

No ano em que completa 10 anos, o movimento Carandaí 25 terá sua maior edição

Foto: Divulgação

No ano em que completa uma década de mãos dadas com a moda autoral brasileira, o movimento Carandaí 25 vai celebrar agora em agosto toda a potência dessa longa união. Em sua maior edição, levará ao Museu do Meio Ambiente, importante patrimônio cultural do Rio, 150 marcas de todo o país, o recorde de participantes do evento.

Batizada de “O Futuro é Coletivo”, a edição mostra a força do “fazer junto”, ocupando os 3 mil metros quadrados do histórico casarão dentro do Jardim Botânico. Estilistas que fizeram parte do movimento em outros tempos estarão de volta, dentro de um espaço dedicado aos veteranos. Nomes como Marcela B., Marju, Emi Beachwear, Barbarah, Helena Pontes, Adriana Valente e Carol McDowell serão parte do evento. 

Vamos reunir nesta edição aqueles que, como nós, têm uma visão mais coletiva de futuro próximo e acreditam no poder criativo da moda autoral. Mais do que nunca, é hora de enaltecer o fato de estarmos andando todos juntos há tantos anos”, diz Tati Accioli, a fundadora do movimento.

A edição marca também a chegada de novos integrantes à família Carandaí. Juntam-se ao movimento desta vez o colorido artesanal da Negrita Modas, a Vamos Utopiar, feita por mulheres vítimas de violência doméstica, a slow fashion da Santa Resistência, as paulistanas Lo de Lui e Nay e os acessórios feitos à mão de Luiza Perea. O projeto Nordestesse, plataforma com curadoria de novos talentos com alma nordestina, completa a lista de estreantes com algumas boas novas, como a Dona Santa, multimarcas de Recife, que traz ao Rio sua marca própria.

Vinte e cinco designers, descobertos por Tati Accioli em suas pesquisas Brasil afora, farão no segundo andar do museu uma grande exposição de objetos de decoração, na mais ampla curadoria já realizada pela família Carandaí 25 para a casa. Entre louças, velas, esculturas, cestaria, luminárias, cadeiras e criações de table design, espere por novidades e produtos com diferentes bossas, em sua maioria nunca vistos antes por aqui.

Sobre o Carandaí 25:

O movimento Carandaí 25 nasceu na casa da empresária Tatiana Accioli em 2013, na rua que dá nome ao evento, no Jardim Botânico, Rio de Janeiro. Já na estreia, Tatiana investiu em um novo modelo de negócio para alavancar e dar visibilidade a pequenos produtores,que acreditam na força da coletividade e na graça de fazer junto.  Com a crescente adesão de expositores ao longo dos dez anos de vida, o grupo passou a se instalar em locações cada vez maiores. Em maio de 2018, teve sua primeira experiência em Paris, com um espaçoso ponto de venda montado por um mês. Em 2019, o Carandaí 25 levou seu formato a outras capitais, como São Paulo e Recife. A plataforma conta ainda com lojas pop ups em shoppings, como a que funciona neste momento no Shopping Leblon, no Rio.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui