Imagem meramente ilustrativa de vacina sendo aplicada - Foto: Getty Images

Após muito tempo de espera para o dia da vacinação, duas mulheres foram pegas de surpresa, pois no sistema do Sistema Único de Saúde (SUS) estaria constando que seus documentos já tinham sido usados na campanha de vacinação contra a Covid-19 em outras cidades. Por conta disso, elas não puderam ser imunizadas contra a doença.

Segundo as informações publicadas pelo portal de notícias “G1”, mesmo com o registro de ocorrência na delegacia, elas afirmaram que não ainda conseguiram ser vacinadas. Um dos casos foi com a autônoma Ana Mara Gomes.

Eu cheguei, apresentei meu documento, aí quando a moça jogou meu CPF no sistema do computador, acusou que eu tinha tomado a vacina“, afirmou Ana Mara ao portal de notícias.

A vacinação que constava no sistema teria acontecido bem longe do Catumbi, onde ela foi tentar receber o imunizante. O CPF teria sido cadastrado no Centro de Saúde Pedro Gomes de Moraes, na cidade de Nerópolis, em Goiás, a 1,3 mil quilômetros de distância.

Nesta sexta-feira (16/07), ela voltou à clínica no Catumbi e apresentou um comprovante bancário e uma nota fiscal com o CPF dela comprovando que não estava em outra cidade quando a dose foi aplicada. No entanto, ela saiu de lá novamente sem a vacina.

Outro caso semelhante foi o da chefe de cozinha Liliane Braz da Silva, que mora em Campo Grande. Ela conta que quando os funcionários colocaram o CPF dela no sistema, veio a surpresa: o CPF estava registrado em Mesquita.

Ainda não se sabe se o que ocasionou a situação: se é uma tentativa de golpe ou um erro do sistema. Os funcionários afirmaram que não têm o que fazer e a questão foi levada para a polícia.

A Secretaria Municipal de Saúde recomendou que quem teve este problema deve ir até uma delegacia ou fazer um boletim de ocorrência on-line e ir até um posto de vacinação para informar sobre o erro. Nos casos identificados, a secretaria afirmou que entra em contato com a cidade onde foi feito o registro errado para solicitar a correção, mas não respondeu quando Ana Mara e Liliane poderão ser imunizadas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui