Por André Delacerda, mais em Eco Briefing
resized_inverno_teresopolis3 Hoje comemora-se o Dia da Mata Atlântica, bioma que na cidade do Rio de Janeiro ainda possui alguns fragmentos, com destaque aos encontrados no Maciço da Tijuca, este manto verde que pulsa no coração da cidade.

 

Hoje é um dia de comemoração pelo que pôde ser preservado, e também de lamento pelo que ainda nos resta e sofre diariamente agressões.

 

É um dia para todos nos cariocas nos lembrarmos desse importante bioma e sua importância para o equilíbrio da cidade, desta que é considerada a floresta com a maior biodiversidade por metro quadrado do planeta.

Lembra-vos de D. Pedro II e o primeiro reflorestamento feito no Brasil, isso em meados do século XIX. Foi pela ação visionária deste nobre carioca que o Rio tem uma qualidade de vida melhor, se respira melhor, não se tem uma sensação agreste, pois se não tivéssemos o verde da floresta para nos proteger, o que seria de nós, cercados somente por montanhas rochosas sem cobertura vegetal.

 

Que hoje seja uma data de renovação, de respeito e de conscientização de todos nós que amamos o Rio e que queremos continuar a apreciar esta importante floresta.

 

O Rio tem a dádiva de tê-la bem no seu coração, junto de todos nós e é nosso dever protegê-la.
Salve, salve a Mata Atlântica carioca. 

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui