Casa noturna na Barra da Tijuca sendo multada e interditada pela Prefeitura do Rio - Foto: Divulgação

Desde o início do Carnaval, na sexta-feira (12/02), a Prefeitura do Rio de Janeiro já aplicou 25 multas e interditou 14 estabelecimentos ao redor da cidade por conta de aglomerações. Além disso, 43 inspeções sanitárias foram realizadas.

Bairros como Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Gávea, Ipanema, Lagoa e Leblon receberam atenção especial da Secretaria de Ordem Pública (Seop), da Guarda Municipal e da Vigilância Sanitária.

No Jockey Club Brasileiro, na Gávea, por exemplo, foi interrompido um baile clandestino de Carnaval que tinha cerca de 200 pessoas. O estabelecimento acabou sendo multado e interditado tanto pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), vinculada à Seop, quanto pela Vigilância Sanitária, além de ter o equipamento de som apreendido.

Na Barra da Tijuca, por sua vez, uma casa noturna na Avenida Armando Lombardi que também promovia aglomeração foi fechada. O local foi interditado até às 07h deste domingo (14/02) e multado. Ainda na Zona Oeste, uma aglomeração que acontecia na Praça Seis, no Recreio, foi dispersada. Já em Santa Cruz, imagens flagraram uma festa com pessoas não respeitando o distanciamento social.

Na noite de sexta, a Lapa, tradicional bairro boêmio da região central da cidade, também foi palco de grande quantidade de pessoas na Avenida Mem de Sá e Rua Riachuelo, bem como um ponto da Rua Jardim Botânico, na Zona Sul.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui