Imagem meramente ilustrativa de uma festa realizada em um barco (Foto: Reprodução)

Segundo matéria publicada pelo jornal Extra a procura pelo aluguel de embarcações para passeios nas praias do litoral fluminense. aumentou no Rio de Janeiro para o período de Carnaval. A reportagem ouviu três empresas do setor marítimo: Lanchateahupoo, na Costa Verde; Rio Island Boat Tour, na Região Metropolitana; e BR Marinas, nos municípios de Angra dos Reis, Paraty, Itacuruçá, Rio de Janeiro e Búzios, que confirmaram o crescimento da demanda.

A empresa Lanchateahupoo afirmou que não é de hoje que a busca por esse tipo de serviço vem crescendo. De acordo com a companhia, o mercado triplicou desde que o setor de turismo foi reaberto após a flexibilização do governo estadual. Em especial, a procura pelo aluguel de embarcações ficou mais movimentada a partir de agosto.

Já a BR Marinas informou que o crescimento do turismo náutico é mostrado pelo aumento de 60% na busca pelo aluguel de embarcações para passeios de um dia na Marina da Glória durante a alta temporada de verão, se comparados os períodos do início de 2020 e de 2021. Nas outras marinas do grupo, a taxa de crescimento foi de aproximadamente 70% nesse mesmo intervalo. Em Angra dos Reis, especificamente, o aumento foi de 15% na procura, enquanto na Marina da Glória, foi de 10%. Para o carnaval, 80% dos barcos já estão reservados e, em algumas marinas, a taxa de ocupação das vagas chega a 100% para o período da folia.

Festas em embarcações no radar do Poder Público

Apesar do aquecimento do setor, este aumento já mobiliza ações da Prefeitura do Rio. Só neste domingo (14/02), a Guarda Marítima Municipal cancelou 42 passeios com festas, incluindo uma de 15 anos, e fiscalizou cerca de 40 embarcações de grande e médio porte na Marina da Glória, sendo que seis estavam prontas para sair e foram impedidas por não possuírem alvará municipal para transporte de passageiros com remuneração ou por atividade turística.

A fiscalização cumpre o que determina o Decreto 48.500, de 4 de fevereiro de 2021, que estabelece normas para o uso de áreas públicas e para o exercício de atividades econômicas. Outras embarcações também foram abordadas e orientadas pelos agentes com a distribuição de cópia do decreto e da resolução.

A Guarda Municipal informou que espera o cancelamento de todos os eventos nos próximos dias, porque a fiscalização continuará sendo realizada no mar pelas equipes de operações marítimas. Agentes do Subgrupamento de Operações Náuticas seguem atuando em ação conjunta com a Capitania dos Portos para fiscalizar embarcações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui