Foto: Reprodução

Foi encontrado morto nesta sexta-feira (24/09) o cartunista Otacílio Costa d’Assunção Barros, o Ota. Bombeiros foram acionados em seu apartamento na Rua Ernani Cotrim, na Tijuca, e a porta precisou ser arrombada. Ota tinha 67 anos.

Segundo informações divulgadas pelo portal de notícias “G1”, vizinhos estavam sem contato com o cartunista havia cinco dias. A causa da morte ainda não foi identificada, mas não foram encontrados sinais de violência no cadáver. A família de Ota foi chamada e o corpo será removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Ota se formou em jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e foi o editor responsável pela versão brasileira da revista de humor Mad ao longo de 34 anos.

Iniciou a sua carreira no Rio em 1970, quando trabalhou durante três anos na redação de quadrinhos da Ebal. Dois anos depois, colaborou com “O Jornal”. Em 1974 publicou a revista “Os Birutas”, pela Editora Gorrion. Nos anos 80, retornou para a Ebal e passou a trabalhar em gibis.

O cartunista também passou por outras redações como o Jornal do Brasil e Folha Dirigida.

Em 1994, recebeu o prêmio de melhor revista independente no Troféu HQ Mix, o mais importante do quadrinho nacional, pela criação da “Revista do Ota”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui