Fachada da Casa de Convivência Maria Haydee, na Gávea, Zona Sul do Rio - Foto: Assessoria de Comunicação/SEMESQV

Na última quinta-feira (19/08), foi reaberta pela Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SEMESQV), a Casa de Convivência Maria Haydee, localizada no número 240 da Avenida Padre Leonel Franca, na Gávea, Zona Sul da capital fluminense.

Trata-se do 4º espaço destinado a idosos no Rio reaberto depois de passar cerca de 1 ano e meio fechado devido à pandemia da Covid-19. No último dia 08/08, inclusive, a casa completou 13 anos de existência.

Seguindo todos os protocolos sanitários, atividades como dança, funcional, yoga, corpo em movimento, teatro e livro criativo serão realizadas do lado de fora do espaço. Além disso, a SEMESQV disponibilizou uma van que sairá do Corte Cantagalo, em Copacabana, diariamente, de hora em hora, a partir das 7h30 em direção à Gávea.

As Casas de Convivência são espaços de socialização e promoção da qualidade de vida do seu público alvo, formado por pessoas de ambos os sexos que tenham no mínimo 60 anos de idade. O secretário municipal do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, Junior da Lucinha, ressaltou a importância do local na vida dos idosos.

”Essa reabertura representa esperança para os idosos. Uma reabertura com segurança. Do lado de dentro, somente atendimento com a assistente social e psicólogo. É um momento de muita felicidade para a secretaria. Em breve, reabriremos a Casa Padre Veloso, em Botafogo, e, até o fim do ano, todas as Casas de Convivência estarão funcionando”, afirmou.

Para a idosa Vera Pereira, de 71 anos, a Casa de Convivência Maria Haydee estava fazendo muita falta. ”Foi muito ruim esse 1 ano e meio sem atividade. A gente não tem dinheiro para pagar academia, então é maravilhoso voltar e, claro, é importante manter o distanciamento social e uso de máscaras. Nossa saúde e bem estar agradecem”, disse ela.

Idosos se exercitando em atividade promovida pela Casa de Convivência Maria Haydee – Foto: Assessoria de Comunicação/SEMESQV)

Vale ressaltar que os requisitos para frequentar as Casas de Convivência do Rio são: ter 60 anos ou mais e já ter sido vacinado contra a Covid-19, esperando passar ao menos 14 dias da data da 2ª dose e apresentando a caderneta de imunização Quem se enquadrar nisso, deve ir até a Casa de Convivência que deseja utilizar munido de documento de identidade, CPF, comprovante de residência e 3 fotos 3×4.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui