Após denúncia, Castro anuncia troca no comando da Ceperj

Troca acontece após denúncia sobre corrupção e uso da instituição com motivações políticas

Foto: Rafael Campos/Governo do Estado

Na noite desta quinta-feira (04/08), o Governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou que mudou o comando da Fundação Ceperj. A troca acontece em meio a uma denúncia de corrupção na fundação.

O anúncio foi feito por Cláudio Castro. Foi a primeira vez que ele falou sobre o escândalo da Ceperj em uma rede social: “desde que surgiram os primeiros questionamentos sobre a gestão de programas sociais desenvolvidos pelo Ceperj em parceria com secretarias estaduais, determinei a instauração imediata de uma comissão coordenada pela Casa Civil para apurar com rigor e energia todos os projetos. Suspendemos pagamentos, realizamos fiscalizações em campo e cruzamos os dados dos contratados para apurar outros vínculos e nos debruçamos acerca de possíveis fragilidades. Exigimos do Bradesco a bancarização dos profissionais, pois desde novembro o banco se nega a fazer isso“, escreveu.

“Hoje, anunciamos a substituição do atual presidente do Ceperj, assim como a proposição imediata de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o MP estadual para corrigir rumos e não prejudicar importantes programas sociais. Orientei para darmos total transparência às informações, pois, afinal, como governador, sou o maior interessado para que tudo seja esclarecido o quanto antes“, finalizou Castro.

Em julho do ano passado, o uma denúncia do jornal RJ2 mostrou que a fundação era usada para motivações políticas e mostrou pessoas trabalhando com coletes escritos “Família Amorim”, numa referência ao deputado Rodrigo Amorim.

Agora, além de empregar uma série de funcionários que não atuam na fundação ou atuam em duplicidade de órgãos, o que é ilegal, outra denúncia mostrou que muitos recebiam seus pagamento em espécie, em caixas eletrônicos, o que, segudo o MP, é proibido e indício de fraude.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Alguém já viu as estatísticas do CEPERJ no site deles? Tudo desatualizado. Pergunto-me pra que temos algo assim… podia aproveitar e fechar o CEPERJ, por todo mundo na rua e abaixar o ICMS com a economia.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui