Castro ganha força e Washington Reis enfraquece – Bastidores do Rio

Washington Reis e a maldição de Caxias, Rodrigo Bacellar malquisto pelos seus pares e ficando conhecido como o queimador de pontes

Quintino Gomes Freire| Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Castro forte, Reis fraco
A eleição de Marcio Pacheco como Conselheiro do TCE foi um sinal de força de Claudio Castro e de fraqueza para Washington Reis. Enquanto Pacheco teve 47 votos, Rosenverg teve apenas 9 e ficou atrás do técnico Hans Springer, que teve 10 votos, todos da esquerda.

Nomeação relâmpago
E mal saiu o resultado, o governador já mandou publicar um Diário Oficial Extra… Deve ter sido a nomeação mais rápida da história do Tribunal.

Maldição de Caxias
Caxias já teve um prefeito, Zito, que mandava e desmandava em todo o Rio. Tinha até familiares em prefeituras vizinhas, hoje a filha é suplente de federal.

Maldição de Caxias II
Será que o mesmo está acontecendo com Washington Reis? Achando que mandava e desmandava, queria a vice-governadoria e o irmão no TCE.

Maldição de Caxias III
Dizem que pode tentar ser deputado estadual e depois a presidência da Alerj. Bem, sem um Ceciliano, quem sabe…

Maldição de Caxias IV
A tal da maldição vem desde Tenório Cavalcanti, o temido Homem da Capa Preta, que tentou ser governador da Guanabara e não conseguiu. Depois tentou o estado do Rio, chegou perto, mas também não conseguiu e acabou caindo no ostracismo.

Corda toda
Quem está bombando é Fernando Blower. Na entrega de sua medalha Pedro Ernesto não faltaram elogios de pessoas de peso do turismo e da gastronomia carioca e nacional. A iniciativa foi do vereador Rafael Aloísio Freitas.

Coligações para o Senado
O TSE permitiu a eleição individual ao Senado, ou seja, só não pode coligar. Nem com partido rival, nem com partido da coligação.

Coligações para o Senado II
Dessa forma, quem pode se dar mal é André Ceciliano… ele terá só o tempo do PT, enquanto Alessandro Molon poderá contar com o resto da coligação que tem PSB, PSol e REDE. Enquanto o Avante já iria sozinho com Marcelo Itagiba, continuará individual com ele.

Coligações para o Senado III
O mesmo vale para Daniel Silveira, que vai sozinho pelo PTB. Isso se não atrapalharem a candidatura dele.

Ao infinito e além
O Parque Bondinho Pão de Açúcar não vai investir apenas na tirolesa e em novos negócios de turismo. Estão mudando toda uma visão de negócios pensando no turista. Para além disso, vem aí investimentos que beiram os R$ 200 milhões. Tudo capitaneado pelo CEO Sandro Fernandes. O Rio agradece!

Malquisto
Tanto fez, que está difícil achar um político que defenda Rodrigo Bacellar. É olha que dizem que ele queria ser presidente da Alerj.

Queimador de pontes
Foram tantos erros e atrapalhos de Bacellar à pré campanha de Claudio Castro que há quem jure que ele deve estar trabalhando para Marcelo Freixo.

Laranja ou abóbora?
Enquanto o candidato à presidência pelo Novo Felipe D’Ávilla se encontra com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, em uma semana, e com Michel Temer em outra, já tem pré-candidato do partido pelo RS alertando para que ninguém caia no conto da Terceira Via. A postagem só seria para a Simone Tebet, que assumiu ir de Lula no segundo turno, mas ao ver o caminhar do partido…

Quem te viu…
Meses antes, militantes do partido julgavam mandatários do Novo que posavam com figuras da velha política nas redes. O mundo gira…

Ecologista Pescador
Para quem se animou com a Lei que concede direito à gratuidade às pessoas portadoras de deficiência no Rio de Janeiro, pode ficar desapontado. É que, na verdade, a Lei publicada nesta semana só atualizou o termo “deficientes” para o politicamente correto “pessoas com deficiência”. Só que o deputado estadual Carlos Minc (PSB), responsável pela medida mais recente, andou puxando a sardinha boa para o lado dele, quando, na verdade, já existia.

ALMA Festival confirma sua 2ª edição em 2023
A primeira edição do Alma, festival de música, games e esportes, reuniu 17.000 pessoas no início de junho. Foram mais de 20 shows, que aconteceram no Riocentro em uma área de 30.000 m². O sucesso da primeira edição garantiu a realização da continuação do festival, que terá seu segundo evento previsto para 15 de julho de 2023.

Galegas aplaudidas
As galegas do Centro, Maria Izabel, proprietária do Palácio das Ferramentas e Fabiula Gonzáles, da Confeitaria Manon, receberam moção de aplausos na Alerj. Elas são uma das capitãs dos projetos de incentivo ao Centro do Rio, como a Zona Franca.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui