Foto: Maurício Bazilio

Foi sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (29/04) a Lei 9.261/21, que determina que os profissionais do Turismo sejam incluídos na lista de categorias que podem ser consideradas prioritárias na vacinação contra a covid-19.

A medida engloba guias de turismo, agentes de viagens, profissionais da hotelaria, eventos e congressos, motoristas de turismo e demais profissionais do setor. A norma altera a Lei 9.040/20, que autoriza o governo a dar prioridade a profissionais da saúde, segurança pública, assistência social, educação, indígenas e quilombolas, pacientes imunodeprimidos, trabalhadores do setor alimentício e da agricultura, funcionários de farmácias e de petshops, pessoas em privação de liberdade e as que exercem atividades religiosas.

O Turismo é um dos setores mais importantes da economia fluminense e, por isso, é o mais afetado pela pandemia. Por isso, torna-se necessário proteger os seus trabalhadores, do ponto vista sanitário, para que, tal medida, além de proteger suas vidas, sinalize para potenciais viajantes do Brasil e de outros países que a prática do Turismo no Rio de Janeiro é segura”, justificou a autora da norma, deputada Zeidan (PT).

A medida só será aplicada quando houver doses suficientes e respeitando a ordem de prioridade do Ministério da Saúde. 

2 COMENTÁRIOS

  1. Acabou os grupos prioritários, e agora? Não entendi.. profissionais do Turismo entram como prioridade, mas devem ser apos o calendário geral?! Mas um esforço público para que nada serve

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui