"Caveirão do ar" da PM / Reprodução: Internet

A Polícia Militar do Rio de Janeiro tem colocado à disposição da população do Rio de Janeiro os helicópteros antes usados em operações em favelas cariocas. Nas aeronaves são transportados equipamentos médicos para unidades hospitalares, pacientes infectados com a Covid-19, além de vacinas contra a doença.

No mês de janeiro, o modelo Huey II, apelidado pela população de “caveirão do ar” levou aos 92 municípios do Estado milhares de vacinas da CoronaVac.

O Grupamento Aeromóvel (GAM) possui sete helicópteros e conta com 188 PMs, entre oficiais e praças. Desse total, 25 são pilotos. A major Raquel Ventura Rodrigues, de 37 anos, é uma desses pilotos, e é também a primeira mulher a integrar o quadro de pilotos do GAM.

A unidade é uma força integrada aos Comando de Operações Especiais (COE) e a outras unidades, quando se refere a missões específicas de incursão. Ela é responsável pelo patrulhamento aéreo de todo o Estado do Rio de Janeiro. Um operação aérea permite que a PM tenha informações privilegiadas para quem atua em terra. Um “caveirão do ar” consegue cobrir uma área de até 10 viaturas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui