A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da ALERJ aprovou nessa segunda-feira, 21/10, o projeto de lei para que o plenário vote pela soltura, ou não, dos deputados estaduais presos na Operação Furna da Onça, os deputados André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT) e Marcus Vinícius, o Neskau (PTB), Chiquinho da Mangueira (PSC) e Marcos Abrahão (Avante). Eles são acusados de receber propina em troca de votos para projetos do governo Sérgio Cabral (MDB).

A votação na CCJ foi de 5 x 2, de acordo com Berenice Seara/Extra, só votaram contra a resolução os deputados Luiz Paulo (PSDB) e Dr Serginho, líder do PSL. O presidente da comissão, Márcio Pacheco (PSC), o vice, Rodrigo Bacellar (SDD), Max (MDB), Jorge Felippe Neto (PSD) e Carlos Minc (PSB) foram favoráveis ao texto.

Agora o projeto será votado em plenário nessa terça feira, 22/10, propondo a libertação dos 5 parlamentares sem que eles assumam o mandato. E pode surpreender, é esperado uma votação difícil para os deputados presos, já que a votação será aberta e é esperado que a maior bancada, PSL, 12 deputados e a 2ª maior bancada, PSol, 5 deputados, votem contra o projeto de lei.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui