Uma pauta que ficou esquecida pelo poder público, em geral e por algum tempo, é o fato de que hoje o animal faz parte da família. Nesse sentido surgiu a ideia do selo Pet Friendly, justamente para valorizar os estabelecimentos que aceitem animal e dispensam um tratamento especial aos nossos melhores amigos”. Essas foram as palavras do secretário de Estado de Agricultura, Pecuário, Pesca e Abastecimento, responsável pela Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal – RJPET, Marcelo Queiroz, ao entregar o selo PET FRIENDLY ao Crematório e Cemitério da Penitência, primeiro estabelecimento do ramo a receber o reconhecimento do Governo do Estado.

Para Alberto Brenner Júnior, superintendente do Cemitério da Penitência, o selo vem em ao encontro do desejo de alguns dos clientes do empreendimento: “Ultimamente, já vínhamos sendo indagados por alguns familiares se podiam trazer seu animal para o velório do seu tutor. Entendemos que isso seja importante. Sempre nos preocupamos em prestar um serviço humanizado e receber os pets é uma forma de também acolher a família.

Para receber a certificação, o local passou por algumas adaptações. Ganhou rampas de acesso, cama, comedouro e bebedouro pets.

Carlos Rodrigues levou hoje seu Shitzu, chamado Bento, para visitar o columbário onde guarda as cinzas do neto Rafael. “Acho essa iniciativa muito importante, pois mantém a harmonia entre o Bento e meu neto. Quando venho aqui com o animal, ele volta para casa mais tranquilo, em paz”, acredita.

Para receber a certificação, o local passou por algumas adaptações. Ganhou rampas de acesso, cama, comedouro e bebedouro pets.

De acordo com a Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal, o selo PET FRIENDLY foi concedido a cerca de 2 mil estabelecimentos no Estado, entre bares, restaurantes, hotéis e lojas. “Mas cemitério é o primeiro”, garante o Marcelo Queiroz, que acredita que o selo, também ajude a combater o abandono e os maus-tratos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui