Centenário Retiro dos Artistas pode ser tombado pelo Estado do Rio

O retiro, de 1918, já abrigou inúmeros artistas que cultivaram e contribuíram para a cultura do Rio e do Brasil

Foto: Divulgação

Na última quinta-feira, (12/05), o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) publicou um edital para o tombamento prévio do Retiro dos Artistas. Conhecido também como Casa dos Artistas, o local foi fundado em 1918 e faz parte da história da cidade fluminense. O tombamento definitivo será feito pelo governador Cláudio Castro, o que deve acontecer nos próximos dias. 

Atualmente, o Retiro dos Artistas atende a 52 artistas de todas as áreas, oferecendo aulas de yoga, fisioterapia, tratamento odontológico, salão de beleza, hidroginástica, teatro, dança, cinema, desenvolvimento de trabalhos cognitivos, psicólogos, unidade de apoio e 5 refeições diárias.

Pela casa já passaram grandes nomes das artes, como Solange Couto, que pode ser vista em O Clone, Cláudio Corrêa e Castro, Sergio Noronha, Paulo Cesar Pereio; a cantora Leny Andrade, que muitas vezes esteve se apresentando no histórico auditório da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, na Praça Mauá; e Sérgio Natureza, compositor, parceiro de Tunai, Paulinho da Viola, Lenine e Guinga, entre muitos outros que escreveram um pedaço da história do Rio e do Brasil.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui