Foto: Carla Estevez

Pertinho da futura sede do DIÁRIO DO RIO, abriu um restaurante que também aposta na história do Rio de Janeiro, o Sobrado da Cidade. Inaugurado em 12/8, pela empresária Carla Esteves Teixeira, com 2 sócios, em um casarão histórico de 3 andares, na Rua do Rosário, 34. O lugar além de ser instagramável, tem pratos preparados pelo Chef Gabriel Ribeiro, formado na Cordon Bleu.

O Sobrado da Cidade tem 450 metros quadrados, em 3 andares. O centro do restaurante tem um pé direito de 23 metros de altura – o teto é com telhado de acrílico para permitir a entrada do sol. O espaço para cliente concentra-se no térreo – mezanino e segundo andar. No térreo existem mesas e um bar para servir chope, drinks e outras bebidas.

Logo na entrada do restaurante encontra-se um lounge do Café Três Corações, com cafés especiais para compra do pacote com grão. Também é possível conhecer a história do café numa linha do tempo na mesa desse espaço. No mezanino fica a adega de vinhos e um espaço com bar utilizado apenas para eventos.

No segundo andar tem o espaço Black Princess – um lugar para descontrair. Esse espaço foi construído em parceria com o grupo Petrópolis e usam como conceito da marca Black Princess. A cerveja escolhida para representar a cervejaria dentro do Sobrado da Cidade foi porque a black princess era a cerveja que o D. Pedro II tomava. Nesse espaço tem uma jukebox que serve para música ambiente e também para alegrar as festas realizadas naquele espaço.

O Chef Gabriel Ribeiro, com formação em cozinha francesa, produz no próprio restaurante temperos, molhos, pães, massas e outros itens usados no pré-preparo dos alimentos. A base dos seus pratos leva 48h para ficar pronto, para ele, os ingredientes devem ser produzidos extraindo o máximo de seu potencial.

Um pouco de história

O Shopping Paço do Ouvidor é referência no Centro do Rio. Passa no Paço

Um casarão de 1865 – possui uma parede de 23 metros de altura construída por escravos, usando óleo de baleia e pedras. Os azulejos são de origem holandesa. O local nem sempre abrigou negócios, foi armazém, hotel, sediou uma companhia marítima, mas também residência do Barão Peixoto Serra. E, até recentemente, a Brasserie do Rosário.

Decidimos montar o Sobrado da Cidade em novembro de 2019. Estávamos procurando um espaço para restaurante e fomos conhecer o casarão. Quando chegamos ficamos maravilhados com a energia do lugar. Algo nos hipnotizou quando entramos no espaço. Possui uma força gigante e ao mesmo tempo um charme singular. Eu fico encantada sempre que chego no prédio, embora esteja diariamente no local. A amplitude do pé direito dá uma sensação muito prazerosa. Outro dia fui em um restaurante com pé direito baixo e algo me incomodava o tempo todo. Não sabia explicar, me sentia abafada. Depois de um tempo é que associei a minha rotina do Sobrado. Ele é muito amplo e parece que o ar flui.
Antes do cardápio queríamos saber as memórias do prédio e no mesmo dia ligamos para duas historiadoras e encomendamos uma pesquisa sobre o local. São muitas memórias e elas fazem parte da nossa cultura. Machado de Assis passava pela rua do Rosário. Carmen Miranda morou na região. Princesa Isabel decretou a lei Áurea no paço Imperial. Tem histórias por todos os lados.
São 157 anos de memórias. Uma construção como a do Sobrado e de muitos outros prédios da região da praça XV são as raízes da nossa origem. Precisamos dar valor ao que nos proporciona resgate cultural“, conta Carla Esteves.

O trabalho de Carlos Lessa

O restauro do imóvel para a beleza atual se deve ao trabalho de um homem, Carlos Lessa. Falecido em junho de 2020 devido ao Covid-19, ele foi reitor da UFRJ e presidente do BNDES. Um grande amante da região central do Rio de Janeiro, e apaixonado pelo “Rio Antigo”. Comprou, reformou e restaurou diversos sobrados históricos na região próxima à Praça XV, principalmente na Rua do Rosário. Seus prédios, restaurados cuidadosa e minuciosamente, são um grande legado dele para a cidade.

Este é o caso do Sobrado da Cidade, que é onde funcionou por muitos anos a bem sucedida Brasserie do Rosário. Lessa tinha como objetivo restaurar todo o quarteirão da Rua do Rosário e dar uso comercial aos imóveis. “Era uma tristeza ver esses belos sobrados caindo aos pedaços.”, disse em entrevista à Revista piauí.

Ele tinha orgulho do restauro da Brasserie do Rosário e, glutão que era, estaria feliz com a continuidade do espaço como restaurante.

Serviço
Sobrado da Cidade
Rua do Rosário – 34 – Centro – Rio de Janeiro (próximo ao CCBB)
De seg a quarta das 11h às 18h
Quinta a Sábado das 11h às 20h
Domingo 11h às 17h.
Aceita: cartões de crédito – débito – ticket refeição – pix
Acessibilidade
150 lugares.

3 COMENTÁRIOS

  1. Meu caro Sérgio Linhares, sería uma boa idéia se os proprietários te contratasse, pára garçom , com esse seu comentário provavelmente és um forasteiro quanto pior estiver o Rio de janeiro melhor melhor pára vcs

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui