Centro Renasce – Bastidores do Rio

Restaurante lotado é sinal de renascimento do Centro, os votos de Flordelis vão para quem e como explicar tirar Molon e botar Ceciliano?

Quintino Gomes Freire| Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Centro Renasce
Sinal da recuperação do Centro do Rio, a tradicional Casa Urich está sempre lotada no almoço.

Curiosidades
Até escritura de imóveis é feita na Urich. Vai entender a razão.

Piantella Carioca do Centro
Se o Marinho Atlântica junta os políticos no Happy Hour, a Casa Urich junta no almoço. O poderoso Altineu Cortes é figurinha fácil lá.

Tebet e Freire
Quem aproveitou a ida da presidenciável Simone Tebet à Feira de São Cristóvão foi Roberto Freire, presidente do Cidadania. Ex-membro do partidão, o PCB, agora ele faz questão de se afirmar como Centro…

Leite Barbosa
Quem garantiu bastante fotos com Tebet foi a pré-candidata à deputada federal do Cidadania, Antonia Leite Barbosa. Chegou a andar junto no carro da presidenciável do MDB.

Haja energia
Os secretários do Governador Cláudio Castro já estão cansando o governador com tanto palanque. Nesta quarta, a agenda da Baixada foi lotada, com uma inauguração a cada meia hora.

Voltou a ribalta
Quem acha que o ex-secretário de meio-ambiente, Eduardo Cavalieri, está morto para 2022 está muito enganado. Schleder é o favorito para ser eleito, mas Cavalieri vem arregimentando belos apoios.

Votos evangélicos
Com prisão de Flordelis, quem deve aproveitar o reduto evangélico feminino nestas eleições é a deputada Rosane Félix, que deixará a Alerj no sonho por uma vaga na Câmara.

Difícil explicar
Vai ser difícil explicar ao eleitor de esquerda o porquê de tirar Alessandro Molon, que está bem nas pesquisas para o Senado, e colocar André Ceciliano que vai tão mal. Mesmo com o passar dos meses o presidente da Alerj não decola.

Almoço na ACRJ
E por falar em Ceciliano, ele será a principal estrela de um almoço com empresário na Associação Comercial do Rio de Janeiro nesta terça-feira, 5/7.

Advertisement

6 COMENTÁRIOS

  1. Difícil explicar?
    Não é difícil não.
    O Vice Cezar Maia defendia as 1000 & Cias, que ele chamava de ”policiamento comunitário”
    E o candidato ao senado é um ”deles”.

    • Currículo muito melhor em que(??) questão ideológica???
      Meu Deus! É vaga para o Senado.
      Você sabe as atribuições de Senador?
      Entre Cecíliano e Molon é preferível aquele justo pela habilidade e trânsito e que muito a presidência da ALERJ o habilita.

    • Currículo muito melhor em que(??) questão ideológica???
      Meu Deus! É vaga para o Senado.
      Você sabe as atribuições de Senador?
      Entre Cecíliano e Molon é preferível aquele justo pela habilidade e trânsito e que muito a presidência da ALERJ o habilita, sim !!!

  2. É muito peferível Ceciliano ao Molon para a única vaga ao Senado em disputa nessas eleições… mas qualquer um dos dois em relação ao Romário já é grande avanço…
    Meu voto será voto útil qualquer um contra Romário.

    O eleitor fluminense precisa entender que na Casa do Senado não é como a Câmara que tanto faz.
    Tem que eleger quem entenda política e seja político mesmo e tenha articulações.
    É especial a missão do senador atuar pelo estado. O que demanda ir contra interesses das outras unidades federativas.
    Na pressão da União contra o RJ, na questão dos royalties do pré-sal, da guerra fiscal ICMS entre estados, plano de recuperação fiscal, faltou atuação dos senadores pelo estado…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui