Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Na cerimônia virtual de abertura do UIA2021RIO (27º Congresso Mundial de Arquitetos), neste domingo (18/07), ficou em evidência a preocupação com o desenvolvimento de cidades mais inclusivas e conscientes quanto ao meio ambiente, à diversidade e às necessidades de um mundo globalizado no pós-pandemia.

O evento de boas-vindas, que contou com falas de autoridades do Rio de Janeiro e de grandes representantes nacionais e internacionais da área da arquitetura e do urbanismo, marcou o início da programação principal do congresso, que vai até o próximo dia 22 e conta com palestras de vinte dos maiores nomes da arquitetura mundial, além de mesas-redondas com profissionais premiados internacionalmente, apresentações de trabalhos, atividades culturais e premiações.


Com apresentação de Igor de Vetyemy, Comissário Geral do UIA2021RIO e Co-Presidente do Departamento do Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB/RJ), participaram da cerimônia de abertura: o governador do Estado do Rio, Cláudio Castro; o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; o presidente do Comitê Executivo do UIA2021RIO, Sérgio Magalhães; o presidente da UIA, Thomas Vonier; a presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Maria Elisa Baptista; a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU), Nadia Somekh; a presidente da Federação Nacional de Arquitetos (FNA), Eleonora Mascia; e o representante do Comitê de Honra do
UIA2021RIO, Oskar Metsavaht.

No vídeo de abertura do UIA2021RIO, um passeio pelos marcos arquitetônicos e culturais da cidade do Rio de Janeiro trouxe os quase 90 mil participantes espalhados pelo mundo à cidade sede do congresso, que recebeu da UNESCO e da União Internacional de Arquitetos (UIA) o título de primeira Capital Mundial da Arquitetura. As vozes conhecidas dos arquitetos Jaime Lerner e Paulo Mendes da Rocha, que faleceram em maio deste ano e são grandes nomes da arquitetura contemporânea brasileira, chegaram aos congressistas por vídeos gravados com os profissionais ainda em vida, em uma homenagem aos seus trabalhos e obras.

O governador do Estado do Rio, Cláudio Castro, ressaltou a necessidade de preservar os patrimônios mundialmente conhecidos da cidade do Rio de Janeiro:

“Aqui, temos ícones arquitetônicos, monumentos mundialmente conhecidos e as paisagens mais lindas do planeta. É importante que todo esse patrimônio esteja bem cuidado, não só para usufruirmos de sua beleza, mas também para as futuras gerações. O ambiente natural do Rio de Janeiro é o nosso maior bem. Por isso, é fundamental o investimento no desenvolvimento sustentável”, disse.

Já o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, comemorou a escolha do Rio para sediar um evento de tamanha relevância: “Tivemos a honra e a responsabilidade de ser a primeira Capital Mundial da Arquitetura. O título da União Internacional de Arquitetos nos energizou ainda mais e foi prova de que a história de mais de 450 anos está muito bem contada nas ruas, edifícios e no modo de viver do carioca. Espero que as reflexões desse congresso nos ajudem, nos impulsionem ainda mais nessa missão de transformação contínua. Trabalharemos em busca de uma cidade melhor para os cariocas e seus visitantes”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui