O cenário da Educação mudou para professores e alunos. A Rede Municipal de Ensino da Prefeitura do Rio é a maior do país com aproximadamente 40 mil professores que educam cerca de 650 mil alunos.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Durante a pandemia da Covid-19 as aulas presenciais foram interrompidas (ainda continuam interrompidas). E, para diminuir a exclusão social, alguns professores por iniciativa própria se propuseram a ministrar aulas por meio digital, através de seus aparelhos de telefonia celular e/ou computadores.

Mitigou mas não resolveu o problema que a falta das aulas presenciais acarretou -e ainda acarreta- para tantas e tantas famílias com seus filhos matriculados nas séries de ensino, do primeiro ao último, posto que muitos dos professores com boa vontade não tinham conhecimento suficiente para lançar mão das ferramentas que o mundo da internet criou. Sim, boa-vontade porque não partiu do governo a iniciativa.

Para sanar essa defasem de conhecimento dos quem ensinam matérias em salas de aula, o vereador Cesar Maia (DEM) apresentou no dia 19/11/2020 o Projeto de Lei nº2000/2020 que CRIA O PROGRAMA DE APRENDIZAGEM DO USO DAS PLATAFORMAS DE INTERNET PARA OS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO.

De acordo com o texto do projeto, a capacitação dos professores será dada por servidores do IplanRio -Empresa Municipal de Informática S.A.- nas próprias escolas em que os professores estão lotados, respeitando a carga horária de trabalho e com os equipamentos que já estão sendo utilizados por eles.

O objetivo é que os professores tenham conhecimento dos instrumentos disponíveis na internet de forma a estarem capacitados para um contínuo ensino à distância, caso haja necessidade por agora ou em qualquer outro tempo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui