O DIÁRIO DO RIO publicou a última pesquisa a respeito do Índice de Progresso Social (IPS), divulgada pela Prefeitura e analisada pelo Instituto Rio21. Os dados apontam que a região administrativa Cidade de Deus é a que apresenta o menor índice de liberdades individuais. Em seguida, está Complexo do Alemão e Santa Cruz, com as respectivas notas: 39,29 e 41,51. Por sua vez, Lagoa é a região administrativa com o maior índice de liberdades individuais, com uma nota de 96,77. Quanto mais próximo de 100, mais amplas são as liberdades individuais.

Elaboração: Instituto Rio21

O índice de liberdade individuais foi calculado a partir de 3 aspectos: gravidez na adolescência, trabalho infantil e acesso à cultura.

“É possível que as liberdades individuais tenham sido reduzidas durante a pandemia. Devido à crise financeira e à educação à distância, as crianças e adolescentes ficaram vulneráveis ao trabalho infantil. É necessário mobilizar esforços para garantir que o direito à infância continue sendo protegido e ampliado”, destaca Carolina Carvalho, assistente de pesquisa do Instituto Rio21.

Para quem mora na favela, os números são comprovados na prática.

“Aqui é tudo mais difícil, principalmente para os mais jovens. Falta oportunidade, instrução, apoio, aí, a gente vê esses resultados”, diz Glória Costa, que vive na Cidade de Deus há mais de 30 anos.

Para o vereador Paulo Pinheiro (PSol): “A despeito de avanços pontuais, a diferença entre as regiões da cidade é escandalosa e me faz lembrar da expressão cunhada pelo economista Edmar Bacha sobre a economia do Brasil, que seria uma Belindia, metade Bélgica, metade Índia. Metade desenvolvido, metade atrasado. O Rio é uma cidade de contrastes dramáticos. Não me canso de dizer que a tuberculose ainda grassa na Rocinha, entre dois bairros tão ricos como Gávea e São Conrado”.

1 COMENTÁRIO

  1. Ter filho com 14 ,15 anos acaba mesmo com a liberdade!!!
    E não tem desculpa,pois anticoncepcionais são distribuídos gratuitamente em qq posto!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui