Paulo Gustavo caracterizado como Dona Hermínia Amaral, no filme ''Minha Mãe é uma Peça'', com praia em Niterói ao fundo - Foto: Downtown Filmes/Paris Filmes

A Prefeitura de Niterói decretou luto oficial de 3 dias pela morte do ator Paulo Gustavo, ocorrida na última terça-feira (04/05) em decorrência de complicações da Covid-19. O humorista nasceu no município, localizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, em 30 de outubro de 1978.

Via redes sociais, inclusive, o Poder Executivo de Niterói prestou uma bonita homenagem ao artista.

”Niterói aplaude Paulo Gustavo e todos os niteroienses que se foram pela Covid-19! Paulo Gustavo, filho de dona Déa e de Niterói, foi uma pessoa extraordinária e merece todas as homenagens da nossa cidade. Infelizmente, ele é mais um niteroiense que perdemos para a pandemia. Paulo Gustavo levou o nome de Niterói para o Brasil e o mundo e, por isso, estamos apoiando essa iniciativa espontânea da sociedade de realizar um grande aplauso para ele e para todos os niteroienses que se foram para a Covid-19. Hoje (quarta-feira, dia 05/05), às 20h, junte-se a essa corrente. Vamos homenagear um dos maiores artistas da história do Brasil, o niteroiense Paulo Gustavo”, publicou a Prefeitura no Instagram.

Muito ligado a Niterói, onde, além de ter nascido, também foi criado, Paulo Gustavo costumava utilizar bastante a cidade como cenário em seus espetáculos teatrais e filmes. Em ”Minha Mãe é uma Peça”, por exemplo, principal obra do humorista, era possível reconhecer, entre outros locais, o Campo de São Bento, o calçadão da famosa Praia de Icaraí e a orla de Boa Viagem.

Vale ressaltar que o artista morou durante grande parte da sua vida em Niterói, em bairros como Icaraí e Santa Rosa, além de Itaipu, na Região Oceânica. Ele só se mudou para o Rio de Janeiro após se casar com o médico Thales Bretas, em 2015.

Paulo Gustavo interpretando Dona Hermínia Amaral no filme ”Minha Mãe é uma Peça 2”, de 2016, com Icaraí ao fundo – Foto: Reprodução

Paulo Gustavo tinha 42 anos e estava internado desde o dia 13/03 no Hospital CopaStar, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. À época, a assessoria de imprensa do artista informou que ele havia sido hospitalizado de maneira preventiva. No entanto, a situação clínica do ator foi se agravando com o passar do tempo e a morte aconteceu na noite da última terça.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui