Desfila da Viradouro - Escola campeã do Carnaval 2020/ Foto: Reprodução

A realização do Carnaval em 2021 no Rio ganhou mais um ingrediente no caldeirão de incertezas que cerca a edição do ano que vem do evento. Nesta terça-feira (14/07), ao menos cinco das 12 escolas de samba do Grupo Especial do carnaval carioca afirmam ser inviáverealizar os desfiles ano que vem sem vacina para a Covid-19 — e em qualquer data.

Beija-Flor, Vila Isabel, Imperatriz, Grande Rio e São Clemente prometeram levar a questão para a reunião programada para esta terça-feira (14/07), na sede da Liga Independente (Liesa).

O grupo sustenta não haver segurança para colocar as escolas na Avenida sem que componentes e público estejam imunizados.

A Prefeitura do Rio disse que ainda não é possível falar em definição sobre o carnaval do ano que vem por causa da pandemia da Covid-19.

A Liesa solicitou que a prefeitura não publicasse informações sobre a venda de ingressos até que houvesse uma definição, que pode vir nesta terça-feira (14/07).



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.


2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui