Clarissa dispara contra Eduardo Paes

Em vídeo, a candidata a prefeita do Rio em 2020, Clarissa Garotinho, ataca Eduardo Paes, fala de contratos apenas para os amigos do poder

Se ontem a candidata do PROS, Clarissa Garotinho, atacou o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), dizendo que ele não tinha sendo de prioridade. Hoje foi a vez dela atacar o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM).

Ela lembrou o caso da ciclovia Tim Maia, que custou R$ 44 milhões, e que despencaria toda hora. Clarissa também diz que a ciclovia só está ali porque foi entregue para a família do então secretário de Turismo, Antônio Pedro.

Clarissa também fala do contrato do VLT, que seria prejudicial a Prefeitura do Rio, pois diz que se não andarem ali 260 mil pessoas, a Prefeitura tem de pagar pelos passageiros que faltarem. A média hoje seriam 80 mil passageiros, e Eduardo Paes teria criado o “Passageiro Fantasma”, os cerca de 180 mil passageiros que não usam o sistema.

Ela conclui que esses contratos só serviram a grupos e interesses econômicos e financeiros dos amigos do poder. E que o mesmo foi visto na gestão de Sergio Cabral. E que o Rio não precisa de grandes obras, mas colocar para funcionar o que não está funcionando.

Clarissa foi entrevistada pelo DIÁRIO DO RIO

Conheça os candidatos a prefeito do Rio, e os candidatos a vereador do Rio em 2020.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Acho que a Clarissa deveria se informar mais se deseja vencer no debate com os demais candidatos. O contrato dos 260.000 passageiros do VLT já foi revisto desde o ano passado. Usar como argumento um problema já superado só demonstra o quanto ela está alheia ao que ocorre na cidade.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui