Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo

Nesta quarta-feira (11/08), o governador do Rio, Cláudio Castro, afirmou que está preparando um decreto para definir a reabertura das escolas da rede estadual. Nesta semana, as aulas presenciais da rede estadual foram suspensas em 35 cidades após aumento de casos de Covid.

Ele explicou que o objetivo é que as escolas sejam mantidas abertas, mas que, em momentos mais graves da pandemia, com bandeiras piores, ofereçam o sistema híbrido de ensino para alunos que não se sentirem confortáveis em ir. Disse ainda que, com ele, a escola será a última coisa a fechar.

Manteremos as escolas abertas. Estamos acertando o decreto agora. Comigo a escola vai ser a última coisa a fechar. Não tem porque estarmos falando em ter jogo de futebol e outras coisas e as escolas estarem fechadas. É um contrassenso”, disse.

O governador esteve em um evento no Pão de Açúcar, na Zona Sul, em que foram assinados os contratos de concessão de dois blocos do leilão Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), em abril.

As escolas estaduais de 35 cidades estão sem aulas presenciais, funcionando apenas de maneira administrativa. São elas: Aperibe, Belford Roxo, Bom Jesus de Itabapoana, Cambuci, Carapebus, Cardoso Moreira, Cordeiro, Duas Barras, Duque de Caxias, Iguaba Grande, Italva, Itaocara, Itaperuna, Japeri, Laje do Muriaé, Mesquita, Miracema, Natividade, Nilópolis, Nova Iguaçu, Porciúncula, Queimados, Rio das Flores, Rio de Janeiro, Santo Antônio de Pádua, São Francisco de Itabapoana, São João de Meriti, São João da Barra, São José de Ubá, São Pedro da Aldeia, São Sebastião do Alto, Seropedica, Silva Jardim, Teresópolis, Trajano de Moraes e Varre-sai.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui