Foto: Glauber Carvalho

Mais de 20 mil famílias de bairros das Zonas Norte e Oeste do Rio serão beneficiadas com a reforma de oito conjuntos habitacionais. O anúncio foi feito pelo governador Claudio Castro (PL) durante visita realizada no último fim de semana à região, acompanhado do secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Max Lemos (PSDB). Além das pinturas dos prédios, as intervenções também irão contemplar a reforma dos telhados e caixa d´água, melhoria nos acessos e de infraestrutura e reforma de equipamentos esportivos.

Há ainda a preocupação, em várias localidades, com a regularização fundiária. Quadras e áreas de lazer também serão reformadas e construídas e, segundo o governador, outros equipamentos públicos, como a unidades da Faetec, poderão ser levados para algumas regiões.

Esperadas pelos moradores dos conjuntos há mais de uma década, as obras fazem parte do PactoRJ, que prevê investimento de R$ 250 milhões na reforma de 60 conjuntos habitacionais em todas as regiões do estado. Elas serão custeadas com recursos do orçamento estadual e do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (Fehis). A expectativa é de que sejam gerados, nessas obras, 14 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Durante muito tempo os governadores não vieram aqui, porque tinham vergonha de olhar nos olhos do povo. Infelizmente, durante muito tempo, a política do nosso estado foi para a Zona Sul, para a Barra, para as Olimpíadas. No nosso governo, o governador não anda só pela Zona Sul e Barra, não, a gente anda pela Baixada, pelo subúrbio, pelo interior, para ver o que a nossa população precisa“, frisou Cláudio Castro.

Na Cidade Alta, ao receber a autorização para as obras em três conjuntos, Max Lemos disse que estará em contato com a prefeitura para ver se há possibilidade de trabalhar junto na região, com o município fazendo a melhoria da pavimentação das ruas dos conjuntos. O presidente da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), Ângelo Monteiro, e o subsecretário de Habitação, Allan Borges, que participaram das visitas, terão reuniões ao longo desta semana com as lideranças dos conjuntos para definir o cronograma das intervenções.

Vamos ver o que a Prefeitura do Rio pode ajudar, mas nos comprometemos a trabalhar para atender às demandas dos moradores. Temos um compromisso com o governador Cláudio Castro e o presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano, de atendermos da melhor forma as necessidades da população. Acredito que em até três meses já estaremos iniciando as obras“, afirmou Lemos.

Casa reformada e valorizada

Na Zona Norte, a determinação do governador Claudio castro é que sejam reformados três conjuntos na Cidade Alta, os prédios do Conjunto do Quitungo, em Irajá, assim como os prédios do Campão e da Fazenda Botafogo, além do parque do Conjunto Nova Cidade. Já na Zona Oeste, serão reformados os prédios da Cohab, na Rua Capitão Teixeira, em Realengo; do Conjunto Jaime Câmara, no Ponto Chic, em Padre Miguel e do Santa Cruz (Conjunto do Sapo), em Senador Camará.

Para o aposentado Otoni Azevedo, morador há 35 anos do conjunto do Quitungo, em Irajá, a reforma será importante para os moradores, mas é preciso também o recapeamento das ruas de acesso e das internas do local. “Precisamos de muitas coisas por aqui. A reforma dos prédios será muito importante e era aguardada há muito tempo”, disse o aposentado.

Já para Rosani Gomes de Lima, que mora há 35 anos na Fazenda Botafogo, as reformas representarão uma oportunidade de valorização do imóvel. “Temos muitas necessidades aqui. Precisamos melhorar não apenas os prédios, mas também de um espaço para as crianças brincarem. É de extrema importância uma área de lazer, para que as crianças não correm perigo nas ruas. E acredito que, com essa reforma, as pessoas terão mais consciência para não jogar lixo pelas janelas e cuidar melhor do conjunto”, comentou.

Nova Sepetiba terá estudo para obras

Após as visitas aos conjuntos habitacionais, o secretário Max Lemos, se reuniu com as lideranças de Nova Sepetiba, em Santa Cruz e determinou que sejam feitos estudos sobre as obras mais relevantes na região. Além da reforma das unidades habitacionais e da titulação, estão entre as demandas, a reforma das praças existentes, com construção de parquinhos, academia a céu aberto, quadra poliesportiva com grama sintética e pistas de skate.

Oito conjuntos já estão em reforma

Seis conjuntos na capital fluminense e dois em Nova Iguaçu, construídos há décadas pela Cehab, já estão sendo reformados pelo governo do estado, por meio da Empresa de Obras Públicas (Emop). Com investimento de R$ 15 milhões, estão recebendo pintura nas áreas comuns, recuperação dos telhados e reforma da caixa d´água, as intervenções acontecem nos conjuntos Cidade de Deus e Santa Margarida, em Jacarepaguá; Zaira Duna, na Penha, e Bento Cardoso, em Brás de Pina; Dom Pedro I e Rua da Gazela, em Realengo; e Tertuliano Potyguara e Santa Eugênia, em Nova Iguaçu.

1 COMENTÁRIO

  1. Pessoal fica esperando o prédio cair aos pedaços implorando pelo governo para consertar prédios privados… enquanto você aí, condômino de classe média baixa, se mata para pagar cotas extras para a manutenção de edifícios. Assim não dá: embora tenhamos um governo gastador e de pouca honra com os gastos – temos também um povo que não sabe e não quer saber dos seus deveres com cidadão: manter a sua casa com seus recursos próprios é um desses deveres!

    O Governo já fez a sua parte no passado ao construir e dar essas moradias aos necessitados. Depois disso, o Governo precisa mastigar a comida por eles também? Vai precisar ajudar-lhes a evacuar? A limparem-se depois?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui