Governador Cláudio Castro lança o PactoRJ. Foto: Luis Alvarenga / Divulgação

Governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, disse que aceita negociar uma redução da alíquota de ICMS para ajudar na diminuição do preço dos combustíveis, mas quer que outros setores que influenciam na formação do valor na bomba também deem a sua contribuição.

“Todo mundo que abastece vê que está caro. Vamos reduzir imposto? Vamos reduzir, mas desde que seja proporcionalmente igual para todo mundo. Eu tiro dois, três por cento, as prefeituras também, o governo federal também. O que quero é garantir que vai chegar na ponta para o consumidor”, disse Castro.

O Rio tem o maior ICMS do país, de cerca de 34%, e no estado a gasolina já é vendida a 7 reais o litro em alguns postos.

O governador lembrou, ainda, que o imposto é importante para o Rio de Janeiro: “O ICMS é 15 por cento da minha arrecadação. Não posso abrir mão de tudo, temos que conversar. Não dá para dizer que só os Estados têm que reduzir, tem que tirar imposto local, federal. Vamos ter que negociar”.

2 COMENTÁRIOS

  1. Governo Claudio Castro, pessoas passando fome e o programa superaRj se transforma em Desesperado RJ… Não consegue gerir um programa como este, imagina governar um Estado…. INCOPETENCIA

  2. Comparar os 28% estaduais que não são no preço da refinaria, é no valor final! Com os 11% do imposto federal baseado no valor da refinaria, é palhaçada, né?!? ?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui