Foto: Luis Alvarenga/Governo do Estado

O governador Cláudio Castro (PL) entregou nesta segunda-feira (07/06) ao Corpo de Bombeiros 80 novas viaturas do tipo picape automáticas, com tração 4×4, que acessam os mais diversos terrenos. Os veículos serão distribuídos para vários quartéis. O investimento do Governo do Estado na renovação da frota foi de cerca de R$ 12 milhões, oriundos da arrecadação da Taxa de Incêndio. Os novos carros serão usados no combate ao fogo na mata e permitirão agilizar a chegada dos militares às áreas mais acidentadas.

É uma alegria entregar infraestrutura necessária para o excelente trabalho que nossos bombeiros realizam. Entregar essas viaturas é mais do que oferecer carros, é dar condições de trabalho. É nossa obrigação dar estrutura e qualificação a esses profissionais para que a população tenha o melhor atendimento possível – destacou o governador Cláudio Castro, acrescentando a importância da Taxa de Incêndio para que esses equipamentos de ponta sejam adquiridos e tenham a manutenção necessária.

A entrega das novas viaturas reforça a Operação Extinctus, que foi lançada nesta segunda-feira pelo Corpo de Bombeiros, no Complexo de Ensino e Instrução Coronel Sarmento, em Guadalupe, Zona Norte. A corporação vai atuar pelo quarto ano consecutivo de forma preventiva no combate aos incêndios florestais no Estado.

É muito importante essa valorização que estamos recebendo do Governo do Estado. As viaturas são de suma importância para que possamos responder com maior rapidez em casos de fogo em vegetação – ressaltou o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro.

A Operação Extinctus contará com um reforço especializado de militares treinados para atuar, especificamente, nos incêndios florestais. Helicópteros, caminhões de transporte de tropa e viaturas do tipo autobomba, com capacidade para atuar em qualquer cenário, também estarão disponíveis para as ocorrências.

Todo ano que gente aprimora as técnicas de combate a incêndios florestais, reforçando o efetivo em cada quartel e melhorando os equipamentos com novas tecnologias. Esse é o período de estiagem, quando o mato está muito seco, e a população precisa se conscientizar em relação à soltura de balões e queimadas desordenadas, pois isso pode gerar grandes tragédias. Nessa época do ano nossas ocorrências triplicam em relação aos outros períodos – disse o subchefe do Estado Maior Geral Operacional, coronel Rafael Camilo.

Este ano, a operação vai contar, ainda, com a participação de agentes das regionais de Defesa Civil (Sedec-RJ/Redec), que notificarão os responsáveis por áreas com perigo iminente de incêndios florestais. A novidade vai estimular a prevenção e a conscientização da população sobre as implicações negativas e as consequências legais que as queimadas trazem ao bioma.

O Corpo de Bombeiros atende, em média, 13 mil eventos de incêndio em vegetação (cerca de 36 eventos por dia), sendo que 62% deste total (aproximadamente 8 mil) ocorrem neste período, em geral nos meses compreendidos entre junho e setembro. Esses dados justificam um planejamento estratégico bem elaborado a fim de otimizar os recursos da corporação, garantindo a eficiência e a atuação dos bombeiros em todas as regiões do Estado.

Estão previstos o empenho diário de até 13 viaturas tipo Auto-Rápido (AR), tripulados por 65 militares de todos os (10) dez Comandos de Bombeiro de Área (CBA) terrestres do CBMERJ, coordenados pelos Grupamentos de Socorro Florestal e Meio Ambiente (1º GSFMA – Alto da Boa Vista e 2º GSFMA – Magé) e auxiliados pelas aeronaves do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), quando necessário. Estão disponíveis, ainda, mais de 1,7 mil equipamentos para combate indireto a incêndios florestais, três viaturas do tipo Autotransporte de Tropa (ATT) e uma Autobomba (AB) específica para incêndios florestais, assim como 12 Fireflex Tank (tanque para armazenamento de água).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui