Shoppings do Rio se preparam para o fim de ano (Foto: Reprodução Internet)

A economia carioca da mais um sinal de retomada após longo período de crise em função da pandemia do Coronavírus. Uma pesquisa do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio) mostra que o comércio lojista da cidade deverá contratar cerca de sete mil empregados temporários para trabalhar nas festas de fim de ano — 1.500 a mais do que no ano passado.

O levantamento ouviu comerciantes dos setores de confecções e moda infantil, calçados, joias e bijuterias, óticas, eletroeletrônicos, papelarias, móveis e brinquedos.

De acordo com os dados, 49,3% das empresas consultadas estão indecisas se vão ou não fazer admissões, 35,8% pretendem contratar para esse período, 10,4% não contratarão, e 4,5% pensam em pagar horas extras, se for necessário. Dos entrevistados, 5% revelaram que já contrataram, 61% devem contratar em novembro, e 34%, em dezembro.

Do número total de vagas, 60% representam o primeiro emprego; a faixa etária predominante é entre 18 a 35 anos; 50% serão contratados como vendedores, 18% como operadores de caixa, 12% como estoquistas, 7,5% como supervisores, 6% como auxiliares de vendas, 4,5% como auxiliares de estoque e 2% como montadores, entregadores e ajudantes.

Além disso, 48% dos empresários consultados responderam que não pretendem efetivar os temporários após o período de festas, 12% disseram que sim, e 40% afirmaram que depende do movimento das vendas e da recuperação da economia.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui