Placa ÔnibusSolicitei à prefeitura que envie à Câmara projeto de lei que prevê a criação de Comitê de Gestão Compartilhada do Transporte Público na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Meu objetivo é criar mecanismos de cooperação intergovernamental, principalmente intermunicipal, e adequar os modelos de gestão das regiões metropolitanas para reduzir problemas comuns característicos dessas áreas.

A política de transportes é estratégica e de competência dos três entes federativos (federal, estadual e municipal) – variando apenas em escala a competência atribuída. Em âmbito metropolitano, onde é grande a circulação de passageiros entre territórios dos municípios vizinhos, os problemas de mobilidade são frequentes. A impressão é de que o sistema de transporte é demasiadamente fragmentado com redes de transportes de difícil integração e rotas de viagem interrompidas, comprometendo a eficiência do serviço.

A gestão compartilhada é um arranjo inovador, capaz de eliminar a sobreposição e competição entre os serviços municipais e intermunicipais de transporte coletivo, racionalizando o sistema, reduzindo os custos e melhorando a qualidade do serviço.

29 anos, advogado, é o mais jovem eleito para a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, na qual é membro da Comissão Permanente de Justiça e Redação. Presidiu a Atlética de Direito, o Centro Acadêmico de Direito e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da PUC. Foi um dos criadores do Movimento Ficha Limpa e, atualmente, preside a Juventude Progressista. É pós-graduado em Direito Fiscal pela PUC-Rio e cursa pós-graduação em Administração Pública na FGV e Gerência e Gestão de Projetos na UFRJ.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui