Foto: Eduardo Kapps/SMS-Rio

Nesta segunda-feira (25/01), o Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 está reunido no Centro de Operações Rio (COR-Rio), para análise e discussão do Plano de Combate à Covid-19 no município e também o protocolo sanitário das unidades de ensino da cidade. A reunião começou às 10h e, pela manhã, os debates giraram em torno dos aspectos epidemiológicos, de questões referentes à Vigilância em Saúde e à assistência à saúde e sobre o plano de vacinação.

À tarde, com a presença do secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, e da coordenadora da UNICEF no Rio, Luciana Phebo, serão discutidas questões referentes à infância em tempos de covid-19 e ao Protocolo Sanitário das unidades de ensino.

Na última sexta-feira (22/01), Ferreirinha afirmou em uma live que o protocolo sanitário elaborado para viabilizar o retorno às aulas durante a pandemia “não tem nenhum negacionismo”, é seguro e simula os vários riscos aos quais a comunidade escolar pode estar sujeita.

O protocolo prevê tudo que pode vir a acontecer. Prevê se tiver caso suspeito, se tiver caso confirmado, o que deve acontecer. Isolar a sala de aula, fazer com que o remoto possa ajudar nisso. Vai ser um momento híbrido”, disse Ferreirinha durante a transmissão.

A previsão para o retorno às aulas presenciais é para o dia 08/02. Ainda não foram divulgados detalhes sobre o protocolo de segurança que deve ser adotado.

O Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 foi instituído no primeiro dia de governo. É formado por 14 participantes e presidido pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. Entre seus integrantes estão: o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves; os ex-ministros José Gomes Temporão e Agenor Álvares. A comissão conta ainda com integrantes da Uerj, UFRJ, da Sociedade Brasileira de Pediatria, do Inca e de outras instituições.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui