Mais uma grave denúncia de poder paralelo no Rio de Janeiro. Na Zona Norte da cidade, cada morador do conjunto habitacional Fazenda Botafogo está tendo que pagar uma taxa de 10 reais por mês a criminosos. Quem não paga pode ser expulso ou morto. O pretexto é uma “taxa de segurança”.

Os bandidos chegaram aos síndicos dos prédios e começaram a cobrança. O Conjunto Habitacional foi criado no final da década de 1970. A Fazenda Botafogo possui 80 prédios, com 40 apartamentos cada.

Moradores contam que o problema começou há pouco mais de um mês. De acordo com eles, os criminosos (uma junção de traficantes e milicianos) já até expulsaram alguns moradores do local, pois esses se recusaram a pagar a taxa.

Ainda segundo os moradores ouvidos pelo DIÁRIO DO RIO (que preferiram não se identificar), a principal intenção dos narcomilicianos é assumir o controle geral do condomínio para alugar ou vender os apartamentos que pertencem a outras pessoas.

A situação é tão exposta que uma faixa sobre a cobrança foi colocada no local. Em outras palavras, o aviso quer dizer que é para a taxa ser arrecadada pelos condomínios, para que todos os moradores paguem e não haja “coleta” individual.

Os moradores falam em medo de um conflito entre grupos de criminosos dentro da Fazenda Botafogo, que tem no entorno uma região dominada por bandidos.

Procurada pela reportagem do DIÁRIO DO RIO para comentar a situação, a Polícia Militar do Rio de Janeiro, que tem uma base em frente ao Conjunto Habitacional, ainda não se pronunciou.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui