Um dos locais mais bonitos, visitados e conhecidos da cidade do Rio de Janeiro, o Arpoador é ponto de muitas curiosidades históricas, sobretudo em relação ao nome.

O nome Arpoador vem de um período quando a costa do Rio de Janeiro era repleta de baleias. Os animais eram alvo de grandes caçadas e a Pedra do Arpoador tinha papel fundamental no processo.

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

Há quem defenda a tese de que alguns caçadores de baleia usavam a pedra para lançar arpões nas baleias. Contudo, renomados historiadores defendem outras ideais para o batismo da pedra e, consequentemente, da região.

É muito pouco provável que caçassem baleias de cima da Pedra do Arpoador. Esse tipo de caça era muito complexa e de cima da Pedra, apenas, não seria fácil. O que acontecia era que os caçadores usavam a Pedra do Arpoador como mirante para avistar baleias que vinham longe”, afirma o historiador Milton Teixeira.

Outro conhecido profissional da área, Eduardo Bueno, o Peninha, está de acordo com a análise de Milton Teixeira. Todavia, frisa também o formato da Pedra – que lembra uma baleia quando vista de cima – para que o nome fosse definido.

Quadro do acervo do Museu Histórico Nacional que mostra as caças às baleias no Rio de Janeiro

Em 1751, a Ponta do Arpoador foi registrada oficialmente. A praia do Arpoador fica entre a Ponta do Arpoador e o encontro da Rua Francisco Otaviano com a Rua Francisco Bhering, no início da Avenida Vieira Souto.

Na Pedra do Arpoador funcionou a Estação Rádio-Telegráfica, inaugurada em 1922. Esta estação era subordinada ao Departamento de Correios e Telégrafos, para prestar auxílio aos navegantes”, destaca o blog Saudades do Rio.

Até os anos 1940, o Arpoador continuava a ser um deserto areal, muito frequentado por pescadores, no entanto, com bem menos caça de baleias.

Nos anos 1960 e 1970, a Praia e a Pedra do Arpoador eram frequentadas por jovens de classe média-alta e foi nesta época que passou-se a aplaudir o pôr do Sol na região.

A prática do surf no Rio de Janeiro teve como um dos cenários de popularização o Arpoador.

Hoje em dia nem é preciso dizer que o Arpoador continua banhado por histórias, belezas, e importância para nossa cidade.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui