OLYMPUS DIGITAL CAMERAO final do ano se aproxima e apesar do carnaval começar somente em 2 de março a festa começa a ganhar forma e cores nos barracões das escolas de samba do Rio de Janeiro. Nesse período as escolas já escolheram seus enredos e se preparam para a escolha da trilha sonora que vai embalar o desfile. O leque de assuntos é diverso e as homenagens darão o tom em algumas escolas no próximo carnaval.

A grande campeã Vila Isabel retratará os diversos biomas brasileiros relembrando Chico Mendes e Câmara Cascudo com o enredo “Retratos de um Brasil Plural”. O enredo “Acelera Tijuca” da escola do Borel falará da velocidade e automobilismo tendo como fio condutor Ayrton Senna. A Beija Flor de Nilópolis mostrará na avenida a historia de José Bonifácio, o Boni, com o enredo “O Astro Iluminado da Comunicação Brasileira”. A escola de Ramos também apostou nas homenagens e contará a saga do Galinho de Quintino, o Zico com o enredo “Arthur X – O Reino do Galinho de Ouro na Corte da Imperatriz”. Buscando uma colocação melhor do que o ultimo carnaval a Mocidade Independente relembrará o saudoso carnavalesco pernambucano Fernando Pinto e o estado de Pernambuco com o enredo “Pernanbucópolis”. Fechando o ciclo de homenagens a Grande Rio contará a história da cidade de Maricá sobre a ótica de Maysa por conta de sua forte ligação de amor com a cidade no enredo “Verdes Olhos de Maysa sobre o mar, no caminho: Maricá” com o carnavalesco Fábio Ricardo.

Imperatriz LeopoldinenseCarnavalesca campeonissíma do carnaval, Rosa Magalhães assinará o enredo “Festança Brasileira caí no samba da Mangueira” mostrando em alegorias e fantasias as festas de todo Brasil. Já o renomado e premiado Renato Lage assinará o enredo “Gaia – a vida em nossas mãos” no Acadêmicos Salgueiro falando sobre sustentabilidade passando pela criação do universo através do Orixás fazendo um alertando para preservação da terra. Relembrando a história do Cais do Porto e Avenida Rio Branco, a Portela prepara o enredo “Um Rio de Mar a Mar: do Valongo à Gloria de São Sebastião”. Para mostrar toda essência, história e importância para a sociedade atual a São Clemente prepara o enredo “Favela” com uma comissão de artistas montada para desenvolver o enredo. A simpática Ilha do Governador aposta na ideia do carnavalesco Alex de Oliveira em relembrar a infância de todos com o enredo “É brinquedo é brincadeira, a Ilha vai levantar poeira”. Voltando após 16 anos ao Grupo Especial, a escola Império da Tijuca abrirá os desfiles com o enredo “Batuk” que falará dos instrumentos musicais de batuque.

Confira o calendário de escolhas de samba:

Grande Rio11 de outubro – Salgueiro
12 de outubro – Mangueira e Vila Isabel
17 de outubro – Beija-Flor
18 de outubro – Portela
19 de outubro – Grande Rio, União da Ilha e Unidos da Tijuca
20 de outubro – Imperatriz e Mocidade

São Clemente e Império da Tijuca já escolheram seus sambas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui