Foto: Creci-RJ

Nesta quinta-feira, 16/09, o DIÁRIO DO RIO publicou, com exclusividade, que o portal Zap Imóveis, recentemente comprado pela OLX, propôs que seus clientes dispensassem imobiliárias e corretores na hora de comprar um imóvel. A notícia chamou muito a atenção e repercutiu nacionalmente. O Zap havia criado uma espécie de calculadora em seu portal na qual o dono do imóvel lançaria o valor de sua propriedade, e o resultado seria a “economia” que a pessoa poderia ter, ao dispensar os corretores.

A categoria estranhou e se surpreendeu com o fato, tendo em vista que o Zap é um portal de anúncios classificados, cujos anúncios são, em sua maioria, de corretores, imobiliárias e construtoras. Poucos anúncios são de proprietários. O Zap não tem qualquer relação com as empresas imobiliárias digitais, como Quinto Andar e Loft.

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Rio de Janeiro (Creci-RJ) se manifestou sobre o caso. Em nota, o Creci-RJ disse que repudia “veementemente a ação propagada pela empresa, que tenta ludibriar proprietários, apelando à questão financeira, com mensagens que diminuem o trabalho do corretor de imóveis, como se a atuação deste profissional se restringisse apenas ao anúncio de um imóvel”.

O Grupo Zap imóveis respondeu à reportagem do DIÁRIO DO RIO alegando que a “parceria com corretores, imobiliárias e incorporadoras é fundamental. Ao contrário do que foi publicado, reforçamos o nosso posicionamento como parceiro do mercado imobiliário, criando oportunidades e apoiando o papel dos corretores.
Já retiramos a comunicação equivocada de nossa plataforma e tomamos as medidas necessárias internamente para que o nosso conteúdo continue a apoiar o desenvolvimento do mercado. Reiteramos nossas desculpas pelo ruído provocado”.

Outros conselhos regionais de corretores também se posicionaram sobre a situação. Em vídeo, Luiz Celso Castegnado, presidente do Creci do Paraná, fez críticas à postagem do portal Zap (vídeo). O Conselho da Bahia também postou em suas redes sociais repudiando o conteúdo divulgado pelo Zap, assim como o Sindicato dos Corretores de Imóveis do Espírito Santo.

Vídeo: Divulgação, CRECI-PR

Procurado, o Sindicato dos Corretores de Imóveis do Rio de Janeiro (Sindimóveis) ainda não se pronunciou sobre a postagem do portal Zap. Os corretores, por sua vez, estão indignados.

“Foi injusto com a gente o que eles fizeram. Nosso trabalho ajuda a manter o site funcionando bem, em contato com os clientes. O que eles fizeram é digno da revolta da nossa categoria”, opina João Batista, corretor de imóveis. Para seu colega Wilton Alves, “é um absurdo que tentem convencer o nosso cliente a anunciar direto, como se nosso trabalho fosse apenas anunciar. Fazemos a seleção de clientes, as visitas com segurança, elaboramos minutas, analisamos certidões e trabalhamos a todo o tempo pelos proprietários. Anunciar é fácil.

Veja a nota completa do CRECI-RJ

Nesta quinta-feira, 16, recebemos a informação que o portal de imóveis ZAP, do Grupo OLXBR, disponibilizou para proprietários de imóveis uma calculadora que apontava o quanto poderiam economizar em comissão se anunciassem sem a intermediação de um corretor de imóveis.


Em que pese toda a relação de parceria que o Conselho sempre nutriu com o portal, o Creci-RJ vem a público repudiar veementemente a ação propagada pela empresa, que tenta ludibriar proprietários, apelando à questão financeira, com mensagens que diminuem o trabalho do corretor de imóveis, como se a atuação deste profissional se restringisse apenas ao anúncio de um imóvel.


O ZAP, sem levar em conta toda a gama de serviços que o profissional da intermediação imobiliária proporciona aos proprietários, causa um enorme prejuízo de imagem a toda uma categoria que tem atuado diariamente para entregar sonhos e realizações a milhões de clientes no país inteiro, com um
trabalho digno, correto e honesto.


Além disso, esta ação promove um desserviço generalizado a toda a sociedade, que pode colocar em risco incalculável seu patrimônio e suas finanças. A infeliz ideia de tentar escantear o trabalho do corretor de imóveis coloca em risco até mesmo a sobrevivência do próprio portal, que tem entre seus clientes a ampla maioria sendo de corretores e imobiliárias.


A segurança que um corretor de imóveis proporciona a um cliente é a mesma que um médico, advogado ou engenheiro também entrega dentro de suas respectivas áreas de atuação. O conhecimento técnico da documentação imobiliária é primordial e basilar para que uma negociação ocorra sem risco para nenhuma das partes e somente com anos de estudo e com o devido registro é possível garantir essa tranquilidade a qualquer cliente.
Como destacamos em nossa nova campanha digital neste mês, o Creci não é apenas um número. O registro é fruto de dedicação, estudo e de especialização técnica. O registro é a comprovação de que o profissional é preparado e qualificado. O Creci é a chave para o sucesso do negócio, tanto para o comprador, quanto para o proprietário.


O Creci-RJ já entrou em contato com a empresa para uma explicação do ocorrido e já entregou o caso ao setor do jurídico do Conselho. Assim que houver novas informações atualizaremos em nosso site.

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu anuncio no portal Plugimóveis há 5 anos, estou muito satisfeita. Aliás, eles somente anunciam imóveis de corretores e de imobiliárias.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui