Subprefeita de Jacarepaguá, Taliga Galhardo, durante a ação - Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (19/10), a Prefeitura do Rio de Janeiro demoliu um lava-jato, barracos de madeira e cercados que abrigavam animais às margens do Rio Pavuninha, na Avenida Salvador Allende, em Curicica, na Zona Oeste da capital fluminense. O local fica ao lado da Clínica da Família Maicon Siqueira, na altura da comunidade Asa Branca.

A ação, liderada pela Subprefeitura de Jacarepaguá, contou com o apoio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), da Secretaria de Conservação (Seconserva), da Comlurb, da Guarda Municipal e do 18º Batalhão da Polícia Militar.

Os fiscais encontraram mais de 20 grades de separação dos canteiros do corredor do BRT, utilizadas como cercas para 2 bodes, galinhas e 1 cavalo. Além disso, havia sacos de lixo e material reciclável.

No início da tarde, a operação ainda estava em curso para o corte de ligações irregulares de água e energia, com equipes tanto da Cedae quanto da Light.

”Estão achando que isso é bagunça e vai continuar assim, mas não vai. Agora a Prefeitura está atuante e não vai permitir a ocupação de áreas públicas, especialmente na margem dos rios”, disse a subprefeita Talita Galhardo.

É importante ressaltar que, de acordo com a Prefeitura, uma equipe de fiscalização está notificando todas as construções irregulares ao longo da Rua Francisco de Paula, do lado oposto do rio, onde há garagens, depósitos e alguns comércios, todos sem autorização. A previsão é que, nos próximos dias, sejam retiradas todas essas estruturas irregulares na margem direita do Rio Pavuninha.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui