É incontentável que o cenário atual é atípico. Não somente no Brasil, como no mundo todo. O Setor de Negócios foi muito impactado pelo fechamento das operações físicas e o confinamento das pessoas. A retomada acontece gradualmente, mas ainda estamos nos adaptando ao chamado “novo normal”. Entretanto, das grandes crises surgem também as grandes oportunidades e quem aproveitou o momento para fortalecer o seu negócio pelo meio online ou de delivery, conseguiu manter o faturamento médio ou até mesmo ultrapassá-lo.  



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

 É claro que tudo gera um grande impacto no mercado e novas opções para empreender ou alavancar as vendas surgem como uma estratégia de adaptação ao momento, com modelos interessantes e com boas possibilidades de sucesso. A pedido da coluna, Umberto Papera Filho, sócio-diretor do Grupo Soares Pereira & Papera (GSPP), especializado em formatação de marcas em franquia, varejo de shopping e moda, listou alguns destaques e dicas para os empreendedores: 

  1. Pop Up Stores: já estamos percebendo uma retomada da economia através do aumento no fluxo dos shoppings. Existe uma demanda reprimida, em função de pessoas que passaram muito tempo em isolamento e sentem falta do contato com a loja física. As Pop Up stores, modelos de lojas sazonais, permitem ao investidor testar o produto junto ao público. Os projetos costumam ser mais simples, oferecendo um custo menor, e ainda é possível que a entrega da loja seja de 20 a 30 dias.   
  2. Dark Kitchen: esse modelo de negócio já vinha sendo difundido, mas com o “boom” do delivery atingiu um outro patamar. Esse modelo nada mais consiste que montar uma operação no segmento de alimentação apenas para delivery, ou seja, seu custo de implementação é muito reduzido, assim como os custos com funcionários e de estrutura em geral;
  3. Quiosques: também com um custo de implementação, em geral, menor que o de uma loja, e com a facilidade de mobilidade de um ponto para outro, esse modelo de negócio vem ganhando força no mundo dos negócios, além das facilidades contratuais com shoppings que são mais maleáveis com esse tipo de operação;
  4. Melhores custos: para quem possui capital para investimento, este é o momento de conseguir as melhores negociações de custo e posicionamento dentro de shoppings, galerias e lojas de rua;
  5. Franquias: a busca por esse modelo de negócio vem crescendo exponencialmente, devido à segurança de investir em algo que já foi testado e possui resultados positivos. É um caminho mais seguro para quem está começando no mundo do empreendedorismo.
  6. Recolocação no mercado de trabalho: temos acompanhado um movimento bem acelerado de executivos com grande bagagem curricular tentando um reposicionamento no mercado de trabalho, mas agora como empreendedores que estão buscando as franquias como um modelo de investimento mais seguro.
  7. Planeje o seu estoque: se não houver nenhuma surpresa em função do novo coronavírus, as vendas de Natal devem ser aquecidas. É importante negociar a possibilidade de uma entrega mais rápida com fornecedores para não correr o risco de perder vendas por falta de produtos nas lojas.     
  8. Paixão: busque negócios em alguma área que você realmente tenha conhecimento sobre o assunto e domine as áreas relacionadas. Tenha empatia pelo tema, pois só assim o trabalho será algo leve, prazeroso e agradável.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui