Foto Cleomir Tavares /Diario do Rio

A partir de dados da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Instituto Rio21 analisou a performance social da região administrativa (RA) de Copacabana, que engloba os bairros de Copacabana e Leme. De acordo com o Índice de Progresso Social (ISP) do município do Rio, a RA de Copacabana pontuou 79,02 em 2020, se classificando como a terceira RA com o maior ISP da cidade. Vale ressaltar que no ISP a pontuação máxima é 100 e quanto mais próximo desse valor, melhor o desempenho da região.

Índice de progresso social por RA. Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro. Elaboração: Instituto Rio21

O Índice de Progresso Social é calculado a partir de três indicadores: necessidades humanas básicas, fundamentos do bem-estar e oportunidades.

Neste ano, o bairro comemora 129 anos. Embora ainda existam problemas, são muitos os motivos para comemorar.

“Para gente, não é nenhuma surpresa esse dado do índice de progresso social. O bairro é muito bem servido de serviços públicos e privados. Para citar alguns exemplos, quase 90% do bairro tem saneamento básico, temos postos de saúde, UPA, dois hospitais privados de ponta. Estações de metrô, muitas linhas de ônibus, transporte de qualidade. Além da segurança. Nós temos 3 forças de segurança no bairro, o 19º Batalhão de Polícia Militar, o projeto Rio Mais Seguro, da Prefeitura, e o Copacabana Presente. Ainda temos forte atuação da Guarda Municipal, das UPPs e do Batalhão de Policiamento Turístico. Eu diria que é o bairro mais bem policiado da cidade”, opina Horácio Magalhães, presidente da Associação Amigos de Copacabana.

Sobre segurança pública, o Governo do RJ ampliou horário do Segurança Presente em Copacabana e no Leme. A partir desta terça (06/07), Operação Segurança Presente funcionará em Copacabana e no Leme das 08h às 02h.

Desde 2016, o indicador fundamentos do bem-estar da RA de Copacabana vem apresentando uma trajetória de queda. Entre 2016 e 2020, a redução foi de 9,16 pontos. Já o indicador necessidades humanas básicas caiu 4,88 pontos entre 2016 e 2018, mas se recuperou parcialmente em 2020, exibindo uma pontuação de 92,03 pontos. Em contraste, a dimensão oportunidades apresentou um aumento entre 2016 e 2020 de 3,6 pontos.

Índice de necessidades humanas básicas, fundamentos do bem-estar e oportunidades da RA de Copacabana, por ano. Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro. Elaboração: Instituto Rio21.

O indicador necessidades humanas básicas é calculado a partir de outros 4 indicadores: nutrição e cuidados médicos básicos; água e saneamento; moradia; e segurança pessoal. Ao comparar a pontuação de Copacabana com as outras regiões administrativas, é possível notar que Copacabana é a RA com melhor performance nesse indicador, ficando próxima da pontuação máxima do índice.

Índice de necessidades humanas básicas, por RA. Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro. Elaboração: Instituto Rio21

Por sua vez, a RA de Copacabana posiciona-se em segundo lugar no ranking de desempenho no indicador fundamentos do bem-estar. Com uma pontuação de 70,24, a RA de Copacabana se encontra bastante distante do nível máximo. A distância com relação a performance da RA de Botafogo, que ocupa o primeiro lugar, também é significativa (6,85 pontos).

Índice de fundamentos do bem-estar, por RA. Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro. Elaboração: Instituto Rio21

De forma semelhante, a RA de Copacabana também se encontra em segundo lugar na dimensão oportunidades, ficando atrás, novamente, apenas de Botafogo. Sua pontuação, em 2020, foi 81,76 pontos, uma diferença de 4,56 pontos com relação a Botafogo.


Índice de oportunidades, por RA. Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro. Elaboração: Instituto Rio21

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui