Casa de Pedra em Copacabana

Como dado no Diário do Rio em março de 2013 a Avenida Atlântica ganhará um Hotel 6 Estrelas no local que era a “casa de pedra” que pertencia a Zilda Azambuja Canavarro Pereira e que foi vendida aos empresários Omar Peres (foi dono do Hotel Portinari, em Copacabana, e do Solar do Império, em Petrópolis) e Germán Efromovich (dono da Avianca e de uma rede hoteleira na Colômbia) por R$ 28 milhões. A casa de pedra era a última casa da orla de Copacabana.

O novo hotel, o 3º 6 estrelas no mundo (os outros dois estão em Catar e África do Sul) terá 12 andares, cada um com nove quartos, e terá designer da iraquiana Zaha Hadid (entre suas criações está o Centro Aquático de Londres). Todos os quartos terão mordomos (responsável desde as roupas dos hóspedes até reservas em restaurantes), os hóspedes serão recebidos no aeroporto com carros de luxo e motorista. A diária será de, por volta, de US$ 1.000,00 e dará direito a alguns vinhos e o spa do hotel;

German on the Beach será o nome do hotel, em homenagem a um dos sócios Germán Efromovich. Ok, pode homenagear mas que o nome ficou bem feio, horroroso, isso ficou. Não consigo deixar de imaginar um alemão branco torrando no Sol de Copacabana, com todo os respeito ao Jan Krüeger.

A ideia é que fique pronto até as Olimpíadas e que seja utilizada na fachada as pedras que pertenciam ao antigo imóvel.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui