O Brasil – e isso inclui, claro, o Rio de Janeiro -, tem uma perspectiva futura otimista em relação ao Coronavírus.

Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube, o biólogo, doutor e pesquisador Atila Iamarino informa à população, baseado num estudo atualizado promovido pelo Centro de Análises de Doenças Infecciosas do Imperial College, de Londres, na Inglaterra, que, com as medidas de prevenção que o país tomou até agora – como a quarentana para a maioria das pessoas, restrições em relação ao comércio, evitando aglomerações, etc -, o país ganhou tempo para ampliar a infraestrutura para a demanda de atendimentos nos hospitais e, principalmente, para a realização de testes.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Embora estejamos chegando a um número de casos parecido com os ocorridos na Espanha – um dos países mais afetados pelo Covid-19 – no início da pandemia por lá, o Brasil tem “15 dias a menos de Coronavírus” em relação aos espanhóis, pois aqui a situação teve início duas semanas depois.

Confira o vídeo completo de Atila Iamarino explicando a situação

Então, conseguimos, nesse espaço de tempo, promover as medidas de prevenção necessárias para chegarmos em meados de abril, por exemplo, sem um número de casos tão alarmante – que certamente aconteceria se não tivéssemos nos precavido.

Resumindo, o isolamento que adotamos até aqui foi fundamental para o Brasil ganhar tempo, entender o cenário e não padecer no futuro. Isso tudo, é claro, prevendo um horizonte de testes para combater, de fato, o vírus.

Dados do Imperial College reforçando a importância da quarentena – Foto: Divulgação

É importantíssimo ressaltar, no entanto, que embora haja um otimismo futuro, ainda NÃO vencemos o Coronavírus, isto é, a situação ainda é preocupante – no momento – e é importantíssimo que as pessoas continuem em suas casas, mantendo a quarentena.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui