Copacabana Palace

Um dos hóteis mais tradiconais e históricos do país, o Copacabana Palace, fechará suas portas temporariamente, pela primerira vez desde sua inauguração, a partir desta sexta-feira (10/04). A interrupção dos serviços deve permanacer até o fim do mês de maio. O fechamento acontece em função da crise do Coronavírus que diminuiu sensivelmente o número de viagens, afetando o setor hoteleiro, que se viu obrigado a suspender as atividades por conta do isolamento social.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Os últimos clientes hospedados no prédio deixaram seus quartos na 2ª feira (6.abr.2020). Apenas 2 moradores permanecerão no hotel: Andrea Natal, diretora-geral do Grupo Belmond do Brasil, que administra o Copacabana Palace; e o cantor Jorge BenJor, que vive no local há 2 anos.

“Nossa previsão de ocupação para março era de 70%, e fechamos o mês com 36% […] Até começamos bem, mas a partir de meados do mês, quando o turismo global começou a ser mais afetado, com muitos cancelamentos de voos, a queda foi abrupta. Isso justamente num ano que começou promissor. Tivemos um carnaval inesquecível, nosso baile foi talvez o melhor dos últimos tempos. Parecia que vivíamos uma era de ouro”, disse Andrea.

Inaugurado em 1923, o Copacabana Palace se junta a mais de 60 hotéis cariocas que fecharam devido à crise da Covid-19. Os dados são da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis).

Mesmo fechado, o Copacabana Palace terá uma manutenção mínima no espaço. Um grupo de camareiras ficaram responsáveis por limpar, todos os dias, os 293 quartos.

Uma das cinco cozinhas do hotel continuará funcionando para atender os empregados que continuarão trabalhando e os dois moradores do hotel.


4 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui