Foto: Divulgação

O canil do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) ganhou novos integrantes: 9 filhotes da raça labrador, fruto do cruzamento de Lua (cadela da Seção de Operações com Cães da corporação) e Chefe (cão do Batalhão de Ações com Cães da Polícia Militar). A ninhada, que completou quatro semanas de vida quarta-feira (31/07), vai reforçar o trabalho de busca e salvamento de pessoas que é realizado pelo 2° Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente (2° GSFMA).

Esses animais têm uma genética excelente. A mãe e o pai são exímios cães de faro em suas respectivas corporações. Os cães vem sendo estimulados, de forma lúdica desde os primeiros dias de vida. Vão desenvolver características que os capacitem a atuar em prol da segurança da sociedade quando crescerem – afirmou o tenente-coronel Ramon Camilo, comandante do 2° GSFMA.

O trabalho realizado pela veterinária do CBMERJ é direcionado com o objetivo de aguçar os sentidos caninos.

Foto: Divulgação

“Sons, texturas e cheiros são utilizados para despertar a curiosidade e impulsionar a evolução dos recém-nascidos. Brincando, eles vão progredindo, aperfeiçoando suas habilidades e se preparando para a ação. Cada fase conta com um desafio” explicou a tenente Fabiana Christina.

Foto: Divulgação

Seis dos nove filhotes vão fortalecer a tropa do Corpo de Bombeiros do Rio – que atualmente conta com 11 animais das raças Labrador, Pastor Belga Malinois e Boiadeiro Australiano. Dois cachorrinhos serão doados para a PMERJ, onde vão atuar na busca por explosivos e armamentos, como o pai. Um deles vai para o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, origem de Lua.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui